Justiça

Leitura do acórdão sobre morte do agente da PSP Fábio Guerra adiada pela segunda vez

A leitura do acórdão dos dois ex-fuzileiros acusados da morte de Fábio Guerra que estava agendada para esta quarta-feira foi novamente adiada, desta feita para o próximo dia 29 de Maio, pelas 14h30.

O novo adiamento foi justificado por uma alteração não substancial dos factos e da qualificação jurídica comunicadas pelo tribunal.

Recorde-se que a leitura do acórdão esteve agendada para 5 de Maio, tendo sido adiada devido à morte de um familiar de um elemento do tribunal.

Fábio Guerra, agente da Polícia de Segurança Pública que morreu no passado dia 19 de Março de 2022, tinha 26 anos, era natural da Covilhã e segundo a acusação morreu devido “às lesões traumáticas meningo-encefálicas e cervice-vasculares descritas”, provocadas “por instrumento de natureza contundente ou actuando como tal, podendo ter sido devidas à agressão referida na informação”.

Fábio Guerra terá portanto morrido devido às agressões causadas pelos fuzileiros Cláudio Coimbra e Vadym Hrynko, acusados pelo Ministério Público e conhecerão a sentença no próximo dia 29.


ÚLTIMA HORA! O seu Diário do Distrito acabou de chegar com um canal no whatsapp
Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens em parceria com a CNN no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito