CrimeDistrito de Braga

Sete anos de prisão para homem que tentou matar namorada

O Tribunal de Braga condenou hoje a sete anos de prisão um homem de 33 anos que tentou matar a namorada durante uma festa na praia fluvial de Adaúfe, em Braga, só tendo parado as agressões quando a vítima fingiu estar morta.

O arguido foi condenado pelo crime de homicídio qualificado na forma tentada e terá ainda de pagar 60 mil euros à vítima e 1.800 euros ao Hospital de Braga, pelos tratamentos prestados. Os factos remontam a 4 de Setembro de 2021, quando o arguido e a namorada foram a uma festa de aniversário de um amigo.

Em tribunal, o arguido disse que, durante a festa, apanhou a namorada a ter relações sexuais com um amigo e teve “uma paragem cerebral”, agredindo-a com murros e, “eventualmente”, pontapés na cara, no peito e na cabeça, tendo parado quando a viu com a cara “coberta de sangue”. Negou qualquer intenção de matar, sublinhando que saiu do local “a correr, para pedir auxílio”.

O tribunal deu como provado que a vítima estava apenas a conversar com o amigo. O colectivo de juízes sublinha que o arguido tinha um comportamento “possessivo e ciumento” para com a namorada, “exigindo que fosse submissa e que lhe obedecesse, principalmente à frente dos seus amigos”.

Na noite dos factos, e movido por ciúmes, o arguido apertou o pescoço à namorada, arrastou-a, agarrou-a pelos cabelos e desferiu, “violentamente, vários socos na cabeça, nariz e boca”, batendo ainda com a cabeça da vítima no chão.


ÚLTIMA HORA! O seu Diário do Distrito acabou de chegar com um canal no whatsapp
Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens em parceria com a CNN no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito