Opinião

Esse crime chamado silêncio

Habituei-me a que me perguntem: Como é que aguentas? De 2ªf a sábado, trabalhas um número infindável de horas e lidas com a dor e com o sofrimento. Como é que te manténs saudável? Como é que não carregas tudo isso contigo?

Tenho, naturalmente, as minhas terapias. Recorro a colegas, sempre que necessário, pratico o amor próprio, amo e sou bem-amada, tenho uma rede de amigos de e para a vida, faço desporto diariamente e permito-me ser feliz nos detalhes. Rio e choro muito, danço e ouço a minha música, aquela que canto a plenos pulmões!

Usualmente respondo que me sinto abençoada, trabalhar para mim é uma imensa felicidade. Sou grata pela confiança dos meus pacientes, pela lista de espera, de há anos, e, sobretudo por me manter uma “pessoa de pessoas”. Sim, trabalho com a dor, mas acredito que trabalho, sobretudo, com a esperança, a metamorfose e a reconstrução.

Nestes meus dias de mulher, mãe, psicoterapeuta, comunicadora e cronista, há um crime que me rouba a paz: o abuso sexual.

Várias vezes escrevi sobre este tema, mas hoje faço-o de uma forma particularmente sofrida. Nas últimas 24 horas, ouvi relatos de vítimas que me impelem a, mais uma vez, denunciar a cumplicidade de uma sociedade patriarcal e machista. Uma sociedade que criminaliza a vítima, pelo silêncio! Uma sociedade que julga e ostraciza e retira à vítima a capacidade de denunciar.

O silêncio perpetua o abuso! O silêncio retira e inibe a possibilidade de recuperação!

Basta!! Que sociedade é esta?! Que se cala e baixa o olhar?!

O abuso sexual, essencialmente praticado no seio familiar, ou na rede social próxima, ocorre com uma frequência muito maior do que a que a maioria de nós poderá imaginar!

Só uma prevenção eficaz e uma denúncia feroz poderá contribuir para uma mudança desta realidade.

Enquanto tal não se verificar, todos nós, seremos de alguma forma cúmplices destes crimes hediondos que roubam a tantas e tantos a saúde mental e a esperança de um presente e futuro com dignidade e respeito.

Basta!!! Não me calarei!!


ÚLTIMA HORA! O seu Diário do Distrito acabou de chegar com um canal no whatsapp
Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens em parceria com a CNN no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito