Opinião

É PRECISO DESENVOLVER A SUL DO TEJO!

As opiniões expressas neste artigo são pessoais e vinculam apenas e somente o seu autor.

O distrito de Setúbal é um dos mais prejudicados do país, em grande parte, devido à sua proximidade a Lisboa.

Considero que é o distrito com mais potencialidade de crescimento em Portugal, e em particular, os concelhos Almada e Seixal, mas é reiteradamente bloqueado pelos interesses imobiliários de alguns concelhos do distrito de Lisboa, nomeadamente, Cascais e Oeiras, que sabem que, no dia em que o distrito de Setúbal tiver governantes com visão, os interesses de alguns políticos e empresários, que são sempre os mesmos, sairão bastante prejudicados.

Relativamente aos concelhos de Almada e Seixal, dois concelhos com uma população de cerca 350 mil habitantes, verificamos que existe apenas um hospital público.

Se compararmos estes dois concelhos com os de Cascais e Oeiras, os quais têm um número de população similar, constatamos que nesses existem 3 hospitais públicos, sendo que, o concelho de Oeiras tem ainda a vantagem de estar muito perto de outros 2 hospitais públicos situados em Lisboa, nomeadamente, o Egas Moniz e o São Francisco Xavier.

Uma das razões pela qual ainda não existe uma terceira travessia entre a capital e a margem sul do Tejo, é porque os interesses de alguns políticos nos seus concelhos seriam afectados de uma forma devastadora. No entanto, o país sairia a ganhar, mas o que é que isso importa?

Havendo melhores acessos à capital e com a possibilidade de um NAL (Novo Aeroporto de Lisboa) no Campo de Tiro de Alcochete, dezenas de milhar de pessoas iriam optar por vir viver para os concelhos que têm algumas das melhores praias do país, mais espaços verdes, muito menos trânsito e mais espaço para crescer.

E se fosse construído o túnel Trafaria/Algés, projectado há décadas, o distrito de Setúbal iria crescer ainda mais para Sul, consequentemente, beneficiando o litoral e o baixo Alentejo.

Com 4 acessos da capital à margem Sul do Tejo, esta parte do país evoluiria para o seculo seguinte, pois espaço há, não existe é vontade política!

Infelizmente, na margem Sul do Tejo falta muita coisa, sendo a governação municipal corresponsável por isso, pois sempre quis manter este distrito como se estivéssemos a viver em Cuba ou na Coreia do Norte, sem grande ambição e com vistas curtas.

Gostava que os eleitores deste distrito penalizassem nas urnas aqueles que os metem sempre para baixo, mas o problema é que os partidos do sistema conseguiram fazer com que a maioria dos insatisfeitos deixasse de ir votar, sendo que os satisfeitos, que vivem à conta de ter uma cunha partidária, são aqueles que votam sempre.

O distrito de Setúbal merece muito mais, e o nosso país também, fazer crescer este distrito seria fazer crescer Portugal.

É por isso que é necessário desenvolver a Sul do Tejo!


ÚLTIMA HORA! O seu Diário do Distrito acabou de chegar com um canal no whatsapp
Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens em parceria com a CNN no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito