Mundo

Camionista português investigado por conduzir 300 metros em contramão

O caso teve lugar numa autoestrada da região de Segóvia

Um camionista português está a ser investigado pelas autoridades espanholas, após o mesmo conduzir em contramão por 300 metros, numa autoestrada da região de Segóvia.

O sucedido teve data a 23 de abril, quando, pelas 22h30, as câmaras de segurança da concessionária da autoestrada AP-6, no município de Ávila, em Sanchidriá, interceptaram, ao quilómetro 102 da ligação Villalba-Adanero, um veículo que seguia em contramão, contou o El Norte de Castilla.

Foi ainda revelado tratar-se de um camião articulado, com trator e semirreboque, que percorreu 300 metros no sentido contrário. 

O condutor e a viatura foram identificados pela Guardia Civil de Segóvia, que está a investigar se o português cometeu um crime contra a segurança rodoviária por condução imprudente.

O caso foi encaminhado para o Tribunal Superior de Ávila.

A Guardia Civil de Segóvia afirma que o Código Penal estabelece que quem conduzir um veículo motorizado de forma imprudente, colocando em perigo a vida dos transeuntes, está sujeito a penas de prisão de seis meses a dois anos, acrescentando a privação do direito de conduzir durante um período de até seis anos.


ÚLTIMA HORA! O seu Diário do Distrito acabou de chegar com um canal no whatsapp
Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens em parceria com a CNN no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito