Economia

Supermercados | Atenção aos preços que são mais baratos nas prateleiras do que nas caixas

À atenção das autoridades e dos consumidores. Como se já não bastasse o aumento dos preços dos bens alimentares, alguns supermercados estão agora no olho do furacão por alegadamente aumentarem os preços dos produtos desde as prateleiras, onde os mesmos estão expostos, até às caixas, onde o pagamento é efectuado.

Esta situação foi confirmada à CNN Portugal por Pedro Paulo Gaspar, inspector-geral da Autoridade de Segurança Alimentar e Económica (ASAE), que sublinha que em alguns casos os artigos chegam a estar quase 70% mais caros, sendo que a ASAE, nos últimos meses, fiscalizou 562 operadores e abriu 26 processos-crime.

Os produtos a que a prática está mais frequentemente associada são sobretudo bens alimentares, como massas, cereais, leite, ovos, carne e atum. No entanto, e apesar de serem artigos recorrentemente comprados pelos consumidores, não é fácil detectar quando é que se está perante uma situação de especulação. Em grande parte porque, perante um carrinho cheio, é complicado identificar o motivo pelo qual a conta final ficou mais cara uns cêntimos – sendo a culpa atribuída habitualmente à inflação.

“Não posso afirmar que seja intencional, mas é uma situação relativamente objectiva, por isso tem de se encontrar aqui algum tipo de justificação e tirar algumas ilações sobre isto, porque ela [a prática] ainda por cima é reiterada”, explicou o inspetor da ASAE. Caso esta autoridade detecte algum caso de preço alvo de especulação, os responsáveis da cadeia de distribuição ficam sujeitos a penas que vão desde seis meses a três anos e uma multa que, no caso de negligência, será menor.

Tal como frisa a CNN Portugal, estas práticas foram identificadas pela ASAE na mesma altura em que muitas das cadeias de distribuição e comercialização destes bens anunciaram receitas milionárias, como por exemplo as do Modelo/Continente e do Pingo Doce, que registaram lucros muito superiores a 2019, apesar dos efeitos da covid-19 na economia e da inflação.


ÚLTIMA HORA! O seu Diário do Distrito acabou de chegar com um canal no whatsapp
Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens em parceria com a CNN no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito