Atualidade

Sacos de plástico transparentes usados para pão, fruta e legumes passam a ser pagos

No futuro deverá ser privilegiada a utilização de sacos próprios não descartáveis ou alternativas reutilizáveis.

Seria já a partir desta quinta-feira, 1 de Junho, que os sacos de plástico transparente ou muito leves – normalmente usados junto à fruta e aos legumes na maioria dos supermercados e hipermercados – seriam proibidos.

No entanto, o Governo recuou e em vez de suprimir este produto, decretou o seu pagamento por parte do consumidor, avança esta quarta-feira o Jornal de Notícias.

Ainda não se sabe quando é que a cobrança entrará em vigor, mas fonte da tutela adiantou àquele jornal que “no futuro deverá ser privilegiada a utilização de sacos próprios não descartáveis ou alternativas reutilizáveis”.

“A utilização de sacos muito leves ficará sujeita ao pagamento de uma contribuição à semelhança dos sacos de plástico leves”, avançou a mesma fonte, citada pelo JN.

Recorde-se que a cobrança dos sacos de plástico em Portugal começou em 2015, sendo que actualmente são cobrados cerca de 10 cêntimos por cada saco de compras.


ÚLTIMA HORA! O seu Diário do Distrito acabou de chegar com um canal no whatsapp
Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens em parceria com a CNN no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito