Economia

REN paga dividendos aos accionistas, mas trava aumentos salariais dos trabalhadores

A Federação Intersindical das Indústrias Metalúrgicas, Químicas e Eléctricas (Fiequimetal/CGTP-IN) alerta via comunicado para o facto de a administração do grupo REN – Redes Energéticas Nacionais ter decidido adiantar os dividendos aos accionistas, de quase 43 milhões de euros, enquanto remeteu para Janeiro a negociação salarial com os trabalhadores, travando assim a resposta à proposta de um aumento imediato de 200 euros.

Segundo os sindicatos, esta reivindicação “vai ao encontro do que já fizeram outras grandes empresas portuguesas com lucros inferiores à REN”, que em 2021 obteve um lucro superior a 91 milhões de euros, lembrando ainda que só nos primeiros nove meses de 2022, o lucro já “ultrapassou os 81 milhões, ou seja, um aumento de 19,1 por cento relativamente ao mesmo período do ano anterior”, refere a Fiequimetal.

A federação sindical indica ainda que a REN tem “perfeitas condições para ajudar os seus trabalhadores a enfrentarem o aumento desmesurado do custo de vida que se verificou este ano, os mesmos trabalhadores que geraram a riqueza que lhes permite distribuir esses dividendos”.


ÚLTIMA HORA! O seu Diário do Distrito acabou de chegar com um canal no whatsapp
Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens em parceria com a CNN no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito