Atualidade

PSP preparada para vigiar protestos da extrema-direita e esquerda no 25 de Abril

Amanhã comemora-se pela 49ª vez o 25 de Abril de 1974 e são esperadas em Lisboa várias manifestações e protestos, quer da extrema-direita, quer da extrema-esquerda, pelo que a PSP montou uma megaoperação na capital portuguesa.

Assim, estão agendados os protestos do Chega contra a visita do Presidente brasileiro Lula da Silva a Portugal, o do núcleo português do Partido dos Trabalhadores, de Lula da Silva, o de manifestantes brasileiros apoiantes de Jair Bolsonaro e ainda uma outra de antifascistas portugueses.

“Em todas as manifestações, a PSP garante uma constante monitorização do contexto, no sentido de garantir as adequadas condições de segurança, antes, durante e enquanto decorrem os eventos. Trata-se de um processo dinâmico, constantemente actualizado, que nos permite perspectivar, em cada caso, as medidas de segurança necessárias”, explicou à Executive Digest o intendente Nuno Carocha, porta-voz da PSP.

Já segundo o jornal Público, no âmbito das manifestações do 25 de Abril, a actuação das autoridades vai concentrar-se na zona de S. Bento e, já durante a tarde, na Avenida da Liberdade e na Baixa de Lisboa, devido ao habitual desfile do Dia da Liberdade. Em são Bento haverá várias ruas cortadas ao trânsito, como a Rua de São Bento ou parte da Calçada da Estrela e da Av. D. Carlos I.

Devido às outras quatro manifestações, vai haver um segundo perímetro de segurança, para além do habitual, com gradeamentos em volta da escadaria do Parlamento.

É esperado nas ruas lisboetas forte contingente policial, incluindo equipas do Corpo de Intervenção.


ÚLTIMA HORA! O seu Diário do Distrito acabou de chegar com um canal no whatsapp
Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens em parceria com a CNN no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito