País

Portugal já só tem cereais para 15 dias

As greves na Silopor – principal empresa portuária de descarga e armazenagem de graneis sólidos alimentares – estão a ameaçar o abastecimento alimentar, afectando sobretudo o pão, as massas, a carne, os ovos e os lacticínios, escreve esta terça-feira o jornal Expresso.

“Há uma ameaça séria de rotura na segurança de abastecimento no sector alimentar. Em termos de cereais, Portugal não aprendeu nada desde o início da guerra, e continuamos com matéria-prima apenas para 15 dias”, adiantou àquele jornal Jaime Piçarra, secretário-geral da Associação Portuguesa dos Industriais de Alimentos Compostos para Animais (IACA).

Piçarra disse ainda que “por causa da greve dos trabalhadores da Silopor às horas extraordinárias, em vez de 10 mil toneladas/dia só estão a descarregar pouco mais de metade”, de modo que “já estamos com um défice de 20 mil toneladas semanais. E como se isso não bastasse, há poucos dias avariou o pórtico de descarga no terminal da Trafaria”.

Recorde-se que cerca de 60% dos cereais importados passa pelos terminais da Trafaria e do Beato, em Lisboa. Uma das opções seria a transferência de algumas descargas de navios para o porto de Setúbal. No entanto, essa transferência acarretaria um custo extra de três milhões de euros.


ÚLTIMA HORA! O seu Diário do Distrito acabou de chegar com um canal no whatsapp
Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens em parceria com a CNN no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito