PaísPolítica

PCP: “Maioria absoluta não é condição para o Governo chegar ao fim”

O secretário-geral do Partido Comunista Português (PCP), Paulo Raimundo, alertou esta terça-feira que “a maioria não é condição para o Governo chegar ao fim”.

“O primeiro-ministro, António Costa, ontem fez uma afirmação com a qual nós concordamos, que é, independentemente dos ministros, o que interessa é a continuidade da política. Só que ela tem tanto de verdadeira como de perigosa, porque o problema aqui não é se é o ministro A, B ou C, o problema é a política que está a ser seguida, e é essa que devia ser alterada”, referiu.

O discurso foi feito aos jornalistas no decorrer de uma visita do político a uma empresa em Castanheira do Ribatejo, concelho de Vila Franca de Xira, quando foi questionado sobre a recém saída de Pedro Nuno Santos da pasta das Infraestruturas e Habitação.

“A maioria absoluta do Governo não é condição para o Governo chegar ao fim, o que define o futuro do Governo é a política que exerce, e se continuar neste caminho podemos dizer que não terá um desfecho muito bom”, acrescentou.


ÚLTIMA HORA! O seu Diário do Distrito acabou de chegar com um canal no whatsapp
Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens em parceria com a CNN no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito