Distrito de Lisboa

Papa afirma “Lisboa fica na memória dos jovens como cidade dos sonhos”

Foi no Parque Tejo, no Campo da Graça, que o Papa Francisco afirmou que a cidade que acolhei a Jornada Mundial da Juventude que ficará na memória dos mais de 1M de jovens peregrinos que passaram por esta edição e agradeceu o trabalho de todos que concretizaram o evento, com um “obrigado”.

Foi no final da oração do Angelus, a missa que encerrou a JMJ Lisboa 2023, no Parque Tejo, que Francisco começou por agradecer ao cardeal-patriarca de Lisboa, Manuel Clemente, e, nele, “à Igreja e a todo o povo português”, pela concretização de um dos maiores eventos religiosos alguma vez realizado.

“Obrigado ao senhor Presidente [Marcelo Rebelo de Sousa], que nos acompanhou nos eventos destes dias, às instituições nacionais e locais pelo apoio e assistência que nos têm dado, aos bispos, sacerdotes, pessoas consagradas e leigos”, disse.

Francisco lembrou ainda que Lisboa está de parabéns pelo evento que organizou e que “vais ficar na memória destes jovens como a casa de fraternidade e a cidade dos sonhos”.

“Exprimo também a minha gratidão ao cardeal Farrell [perfeito do Dicastério que organiza a JMJ com um comité local] e àqueles que preparam estas jornadas, bem como a quantos as acompanharam com a oração”, afirmou.

Não deixando ninguém de fora, o Papa também agradece a todos os voluntários que embarcaram nesta aventura e que prestaram um grande serviço durante estes dias.

“Um agradecimento especial a quem velou pela JMJ, os santos patronos do evento”, disse, destacando ainda João Paulo II (1920 – 2025, que deu vida às Jornadas Mundiais da Juventude).

Aos jovens também o Papa agradeceu todo o empenho e fé que demonstram nas jornadas: “Deus vê todo o bem que sois, só Ele conhece o que semeou nos vossos corações. Hoje vão partir daqui com aquilo que Deus semeou nos vossos corações”, pedindo ainda para fixarem “na mente e no coração os momentos mais belos”, para quando estiveram em momentos menos bons, “momentos de cansaço ou desânimo”, para poderem reavivar as experiências que tiveram nestas jornadas.

Francisco apelou ainda para que não se esqueçam que são “o santo povo fiel de Deus que caminha com a alegria do Evangelho”, terminado o agradecimento, Francisco despediu-se ainda do Campo da Graça, no Parque Tejo, mas ainda terá uma grande jornada este domingo pela frente, mesmo antes de despedir-se de Portugal, sendo esta a sua possível visita ao país que acolheu seis dias a JMJ.

Saída de milhares de peregrinos do Parque Tejo


ÚLTIMA HORA! O seu Diário do Distrito acabou de chegar com um canal no whatsapp
Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens em parceria com a CNN no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito