CulturaEntrevistaMundoMúsicaSesimbra

Orquestra Zana Batuta: Três anos a promover a cultura na península de Setúbal

O Diário do Distrito falou com Rui Amigo, da Orquestra Zana Batuta. Esta orquestra, que começou há 3 anos, tem como objetivo promover a cultura na península de Setúbal a partir do concelho de Sesimbra. «As artes têm o poder de aproximar pessoas, contribuir para o bem-estar, cultura e educação. Nenhuma sociedade fica complete e plena sem arte. Por isso, acreditamos que promover a arte, e em particular, a música tem um papel de extrema importância tanto a nível social como educativo e cultural. A nossa missão como Associação vai exatamente nesse sentido: o nosso sonho é permitir que qualquer pessoa, independentemente da idade ou condição social possa desfrutar de música, em particular aprender a tocar um instrumento musical e a integrar uma orquestra», disse o responsável pela orquestra sesimbrense.

Para participar na Zana Batuta não existem limites de idade, basta gostar de música e ter vontade de aprender em conjunto. «Iniciámos uma escola de música e ainda fizemos algumas atuações como Banda Marcial. Mas acabámos por perceber que somos melhores como orquestra de sopros. Com o crescimento da escola de música, com outros músicos que se foram juntando e com os sucessos das atuações. A Orquestra cresceu tanto que já não “cabia” no GRES. Foi daí que surgiu a Zana Batuta», explica Rui Amigo sobre o início da Zana Batuta. Com três anos de atividade, tiveram vários concertos do apreço do público, como foi o Concerto temático da Disney e a viagem a Altea (em Espanha) onde tiveram um intercâmbio musical com a Banda da Societat Filharmonica Alteanense. Começaram em 2019, mas atuavam desde 2008, associados ao GRES BOTA. A entrevista com a Orquestra Zana Batuta foi feita antes do concerto de Natal que deram na Igreja de Sesimbra.

Zana Batuta e os concertos internacionais

Sobre os concertos mais marcantes, destacam o primeiro que deram, em janeiro de 2020. «Foi através desse concerto que tivemos pela primeira vez um sentimento de superação como grupo. Isto porque tivemos um repertório exigente e diferente do que vínhamos tocando até então, com um novo maestro, e, acima de tudo, era a nossa apresentação como nova associação. Outros concertos muito marcantes foram os concertos temáticos da Disney, que fizemos este ano, e que encheram por duas vezes o Cineteatro João Mota, em Sesimbra, e o auditório da Sociedade Filarmónica Perpétua Azeitonense, em Azeitão».

O ano de 2023 está quase a chegar e a orquestra já tem confirmadas duas atuações internacionais e a realização de um espetáculo temático, que vai ser apresentado na Primavera. De olhos postos no futuro, a família Zana Batuta pretende «aumentar a família, encontrar uma casa maior e ampliar as áreas de atividade da Associação, estendendo a oferta, por exemplo para incluir outro tipo de artes e/ou desporto. Queremos muito continuar a fazer parcerias com outras associações e mesmo a nível escolar, sempre mantendo o espírito da abertura a todas as pessoas sem exceção», explicou Rui Amigo, da Orquestra Zana Batuta.


ÚLTIMA HORA! O seu Diário do Distrito acabou de chegar com um canal no whatsapp
Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens em parceria com a CNN no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito