Opinião

Não é possível governar com economia Soviética e dinheiro de Bruxelas

Uma opinião de João Garrett Condelipes.

A Jornada Mundial da Juventude, que decorreu em Portugal, foi um evento verdadeiramente extraordinário do ponto de vista qualitativo. Um evento que envolveu milhares de pessoas na sua organização, um encontro que reuniu centenas de milhares de jovens de todo o mundo, que contemplou valores de compaixão, igualdade entre homens e mulheres, que demonstrou que a geografia, não pode ser um factor determinante de desigualdades, valores de proteção dos direitos humanos, projetando o que tem sido o legado do Papa Francisco. Valores de solidariedade, igualdade, um evento efetivamente grande, que deve orgulhar o nosso país, Luís Montenegro, esteve presente na missa para o dia Mundial da Juventude 06/08/2023, homenageando pessoalmente o santo padre.

Um milhão de pessoas durante 7 dias em Lisboa. Que gastem entre 20€ a 30€, são 300€ por estadia, 300 a multiplicar por 1 milhão são 300 milhões. Que outro evento em Lisboa teve esse retorno?

No caminho inverso, o Governo Socialista deslocou-se ao Brasil, para tentar contratar médicos brasileiros, com pelo menos 5 anos de experiência. O que é prometido aos médicos que venham trabalhar para Portugal, um salário líquido de 2863€ mensais, subsídio de alimentação diário, não sujeito a impostos, possibilidade de semana de 4 dias e casa de função. Todos estes french benifits elencados, o Governo oferece também aos médicos portugueses?

O mesmo (des)Governo, fez creche gratuita para todos e pré-escolar obrigatórios, mas há 90000 crianças sem lugar nas creches e as vagas para os 3 anos esgotaram.    Bastaram 30 meses de Socialismo, Portugal perde todo o alívio de juros do pós-troika, há 861000 casas que não estão ligadas à rede pública de água, e 1.300.000 que não tem saneamento, Portugal é dos países da OCDE com maior carga fiscal sobre os rendimentos, “espero que a população corra com este Governo, e com este PS”, António Barreto, ex-militante Socialista.

No Ministério da Defesa, o processo “Tempestade Perfeita”, terá lesado o país no mínimo em 1.000.000€. Nas forças armadas, assiste-se a uma fuga em massa de militares, nos diversos ramos, consta-se que existe uma correlação de quase 2 chefes, por cada soldado.

Na análise rigorosa dos números, em 2015, no último ano do Governo liderado pelo PSD, a receita de IRS era de 13.000.000€, e em 2022 foi de 17.000.000€, as pessoas nunca pagaram tantos impostos como atualmente, mas apesar de pagarem impostos máximo, tem serviços públicos mínimos.

O PSD, propõe uma proposta responsável, canalizar parte do excedente da cobrança de impostos, para aliviar a classe média, que está asfixiada em impostos, e aliviar também o esforço fiscal dos mais jovens. Assiste-se á saída diária do país da geração mais qualificada que o mesmo já teve, um verdadeiro êxodo do talento.

Propomos uma taxa máxima de IRS para os jovens de 15%, e isto, é abordar os problemas do país real. Esta, foi uma proposta apresentada pela JSD, com o voto contra do PS. Mas pasme-se, depois de a chumbar, o PS pegou na mesma proposta, e foi apresenta-la ao país como sua, um Governo que não atualizou os escalões do IRS por opção política, permitindo um acréscimo na receita fiscal de 540.000.000€, para o PSD, isto não é aceitável!

O ex-Ministro Socialista, Teixeira dos Santos, defendeu publicamente as propostas fiscais do PSD, até um relógio sem pilha, está certo 2 vezes por dia…

O Ministro das Infraestruturas, João Galamba, em visita á CP, anunciou ao país, que o Governo vai limpar a totalidade da dívida da empresa, ou seja, com 1.900.000,000€ dos seus impostos. Além de, irá mudar a cor das carruagens de laranja para vermelho, estarão os trabalhadores da CP satisfeitos com estes anúncios? Basta constatar o número de greves já realizadas, somente no 1º semestre de 2023.

O parlamento português, de forma generalizada apoiou a viagem do Presidente da Républica à Ucrânia, com excepção do PCP, coerentes com a sua história (partido com menos de 2% nas intenções de voto), Marcelo Rebelo de Sousa, a partir de Kiev, transmitiu na primeira pessoa a este povo martirizado, “O objectivo é Portugal estar presente a mostrar a sua solidariedade. Tudo o que é fundamental na Ucrânia neste momento é fundamental na vida de Portugal”.

João Garrett Condelipes, vice-presidente do PSD de Alcochete, e membro da Comissão Política Permanente, Distrital do PSD de Setúbal.


ÚLTIMA HORA! O seu Diário do Distrito acabou de chegar com um canal no whatsapp
Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens em parceria com a CNN no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito