Almada

Metro de Lisboa vai estudar prolongamento do Metro Sul do Tejo até à Costa de Caparica

A secretária de Estado do Orçamento e pelo secretário de Estado da Mobilidade Urbana autorizou o Metropolitano de Lisboa E.P.E. a lançar um estudo para o possível prolongamento da rede do Metro Sul do Tejo até à Costa de Caparica.

Esta decisão foi publicada na Portaria n. 410/2024/2, divulgada em Diário da República a 21 de março, e na qual reconhece «o interesse público o desenvolvimento de um sistema multimodal de transporte público que vá ao encontro das ambições de desenvolvimento socioeconómico e de coesão territorial da Área Metropolitana de Lisboa», no sentido de alcançar as metas de descarbonização da mobilidade e de redução das emissões poluentes.

No diploma, a secretária de Estado destaca que «de entre os projetos de sistemas de TCSP na Área Metropolitana de Lisboa, surge como prioritário o prolongamento do sistema de metro ligeiro de superfície da margem sul do Tejo à Costa de Caparica, promovendo uma ligação rápida e estruturante entre o Campus Universitário da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa e a Costa de Caparica, estendendo-se num corredor que servirá os aglomerados populacionais da Trafaria, São João de Caparica, Quinta do Torrão, Quinta de Santo António e Costa de Caparica, assegurando uma melhor conectividade dos seus territórios e destes à atual rede do Metro Sul do Tejo».

Para a realização da obra, as verbas serão suportadas pelos 23 mil milhões de euros de fundos europeus do ‘Portugal 2030’.

No diploma, são autorizadas «as despesas relativas aos encargos plurianuais a realizar pelo Metropolitano de Lisboa, E. P. E., em cumprimento da referida delegação» para realizar os estudos necessários «tendo em conta a natureza do projeto, o grau de complexidade dos trâmites inerentes à concretização dos investimentos em sistemas de TCSP de elevada capacidade e os exigentes prazos associados ao financiamento no âmbito do PACS».

Ao Metropolitano de Lisboa E.P.E. vai ainda caber «os levantamentos e demais trabalhos acessórios, incluindo a contratação de assessorias e tudo o mais que se revele necessário ao lançamento de procedimento tendo em vista a contratação do prolongamento da rede do Metro do Sul do Tejo à Costa de Caparica».

Está previsto um prazo de execução de trinta meses, contados da data da assinatura do contrato, e a despesa total pode ascender a 1,65 milhões de euros, mais IVA.


ÚLTIMA HORA! O seu Diário do Distrito acabou de chegar com um canal no whatsapp
Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens em parceria com a CNN no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito