Distrito de Lisboa

Lisboa | Uma casa em Arroios onde moram… 900 pessoas

A imigração e a habitação no nosso país são temas na ordem do dia por esta altura. Nesse sentido, uma investigação da revista Sábado denuncia esta sexta-feira o caso de uma habitação no número 56 da Rua Palmira, no bairro das Novas Nações, freguesia de Arroios, em Lisboa, que serve de morada para 900 pessoas. Sim, 900.

Segundo a revista, que escreve que esta é uma das muitas habitações que servem de moradas de fachada para permitir a legalização de imigrantes em território nacional, no segundo piso do prédio em questão opera um alojamento local com “quartos e camas a perder de vista, mas este não é um caso claro de sobrelotação”.

Apesar de se tratar de um alojamento aparentemente legal, a Sábado descobriu que só para esta habitação foram emitidos mais de 900 certificados de residência – documento emitido pelas juntas de freguesia para o processo de legalização de imigrantes.

Citada pela revista, a advogada Márcia Martinho da Rosa explica que “há edifícios, até prédios devolutos onde não mora ninguém e que têm 1.000, 2.000 pessoas com residência ali”. Outros são estabelecimentos comerciais, “como cafés, onde supostamente moram 200 a 300 pessoas. Isto não é claramente verdade”, garante ainda a presidente da junta de Arroios, Madalena Natividade.

Segundo o Portal da Justiça, a casa em questão é a sede de um hostel e de três empresas. A Freneticlogos está registada como alojamento para turistas e a Four Star Unipessoal e a Rolling Ocean dedicam-se a actividades como comércio, reparação de computadores, canalização, limpeza, transporte de passageiros, restauração, venda de combustíveis e de viagens ou até serviços de apoio a migrantes.

Todas estas empresas pertencem a cidadãos asiáticos, da Índia e do Paquistão. Porém, o registo predial informa que o imóvel pertence a uma empresa composta por três sócios portugueses, a Dynabens, de gestão de investimentos.


ÚLTIMA HORA! O seu Diário do Distrito acabou de chegar com um canal no whatsapp
Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens em parceria com a CNN no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito