Distrito de Lisboa

Lisboa | Na Mouraria, há quem pague de 150 a 300 euros por mês para dormir num beliche em casas sobrelotadas

Na Mouraria, freguesia de Santa Maria Maior, em Lisboa, há quem pague 150 euros por mês para dormir em beliches, normalmente ocupados por dezenas de migrantes que vivem em apartamentos sobrelotados e sem condições, avança o Jornal de Notícias esta terça-feira.

Aquela publicação relata o caso de Malick, 30 anos, um dos cidadãos paquistaneses que vive num prédio perto da habitação que ardeu no fim-de-semana. “Há quem venha cá dormir uma noite. Não conheço todos. Sei que são da Índia, Bangladesh e Arábia Saudita e a rotatividade é grande”, disse Malick.

O presidente da Junta de Freguesia de Santa Maria Maior Miguel Coelho sublinhou ao JN que não recebeu muitas denúncias de alojamentos ilegais, apesar dos alertas locais.

Já Paulo Sousa, morador da zona, garantiu que já tentou reportar a situação a uma linha telefónica da junta, criada para denúncias de alojamentos locais ilegais, mas que esta não funciona. “A junta diz que actua mas não faz nada. São redes que subarrendam e que lucram muito com isto. Já vi um anúncio que pedia 300 euros por colchão! Há dezenas de situações destas aqui”.


ÚLTIMA HORA! O seu Diário do Distrito acabou de chegar com um canal no whatsapp
Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens em parceria com a CNN no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito