Distrito de Lisboa

Lisboa | Há quatro vezes mais pedidos de licença para alojamento local desde anúncio das novas medidas para habitação

Três semanas bastaram para que, desde que o Governo anunciou as novas medidas para a habitação – nas quais está prevista a suspensão de licenças nas zonas urbanas até 31 de Dezembro de 2030 -, entrassem na Câmara Municipal de Lisboa (CML) 58 pedidos de registo de Alojamento Local. No final de 2022, recorde-se, o número mensal era entre “8 e 13”.

Segundo os dados cedidos pela autarquia lisboeta, citados pelo jornal ECO, entre 16 de Fevereiro e 7 de Março “foram submetidos 58 pedidos”. Um número mais do que quatro vezes superior face aos processos que deram entrada nos serviços municipais da capital entre Junho e Dezembro do ano passado.

Refira-se ainda que o alojamento local é, através da taxa turística, uma das fontes de receita das autarquias. Só em 2022, a CML arrecadou um total de 33,1 milhões de euros com o pagamento da taxa turística, dos quais 14,422 milhões resultaram do pagamento dos hóspedes em alojamento local.


ÚLTIMA HORA! O seu Diário do Distrito acabou de chegar com um canal no whatsapp
Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens em parceria com a CNN no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito