CrimeDistrito do Porto

Homem é condenado a 21 anos de prisão por ter asfixiado mortalmente a companheira em Penafiel 

Um homem foi esta sexta-feira condenado à pena de 21 anos de prisão pela prática dos crimes de homicídio qualificado, violência doméstica e ocultação de cadáver, sendo a vítima a sua companheira.

O homicídio por asfixia aconteceu na madrugada de 16 para 17 de fevereiro de 2021, na sua residência em Croca, no concelho de Penafiel, distrito do Porto, enquanto ambos praticavam relações sexuais.

O arguido, de nacionalidade espanhola, negou o crime e afirmou desconhecer as causas que levaram à morte da sua companheira. Porém, as suas afirmações não foram suficientemente credíveis para convencer o coletivo de juízes que considerou os seus comportamentos pré e pós homicídio dissimulados. “O arguido quis e conseguiu tirar a vida à companheira”, afirma o presidente do coletivo.

No decorrer do julgamento foram ainda provadas as várias agressões a que a vítima esteve sujeita enquanto vivia com o homem, declarando-se um crime de violência doméstica agravado.

Em cúmulo jurídico, o arguido estará sujeito à pena de 21 anos de prisão pela prática de três crimes dos quais estava acusado, tendo em conta o grau de “ilicitude elevadíssima” dos factos provados. Além da pena, o espanhol terá de pagar uma indemnização global a favor dos dois filhos da vítima no valor de 175 mil euros.



ÚLTIMA HORA! O seu Diário do Distrito acabou de chegar com um canal no whatsapp
Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens em parceria com a CNN no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito