Guimarães

Guimarães | Buscas em hospital por suspeitas de corrupção. Foram feitos contratos de 21 milhões de euros sem aval do Ministério da Saúde

O Ministério Público realizou esta terça-feira buscas no Hospital da Senhora da Oliveira, em Guimarães.

O Ministério Público realizou esta terça-feira buscas no Hospital da Senhora da Oliveira, em Guimarães, e em mais de uma dezena de locais, após suspeitas de crimes de corrupção, participação económica em negócio e abuso de poder.

Em causa estão contratos celebrados pela Unidade Hospitalar, no valor de 21 milhões de euros, entre 2015 e 2018, sem a “prévia e necessária autorização do Ministério da Saúde”.

Segundo uma nota publicada no ‘site’ da Procuradoria Geral da República, as buscas abrangem instituições como a Liga dos Amigos do Serviço de Cardiologia do Hospital da Senhora da Oliveira ou o Rotary Club de Guimarães, e empresas do sector de tecnologia médica. Além de Guimarães, as diligências ocorreram ainda no Porto, em Lisboa, em Oeiras e na Amadora.

Os contratos visavam a instalação de uma Unidade de Diagnóstico e Intervenção Cardiológica (UDIC) no hospital e, segundo a PJ, há suspeitas de que a UDIC tenha sido financiada “por sociedades comerciais com interesses na área da saúde, as quais vieram posteriormente a celebrar contratos com a Unidade Hospitalar, no valor de aproximadamente 21.000.000 euros, em condições bastante desfavoráveis para o erário público”.


ÚLTIMA HORA! O seu Diário do Distrito acabou de chegar com um canal no whatsapp
Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens em parceria com a CNN no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito