AtualidadeCrimePaís

Empresas de Mário Ferreira alvo de buscas pela AT e DCIAP

Autoridade Tributária e o Departamento Central de Investigação e Ação Penal (DCIAP) estão, esta quarta-feira, a realizar buscas na empresa Douro Azul do empresário Mário Ferreira. Em causa estão “suspeitas de fraude fiscal e branqueamento no negócio da compra e venda do navio Atlântida”.

A informação foi avançada pela SIC Notícias e foi confirmada pelo representante jurídico da Douro Azul, Nuno Bizarro. “Confirmo que neste momento estão de facto membros da Autoridade Tributária dentro da organização, a fazer pesquisa de conjunto de documentação”.

Em comunicado, o DCIAP revelou que, no âmbito de uma investigação a cargo da Direção de Serviços de Investigação da Fraude e de Ações Especiais (DSIFAE) da Autoridade Tributária e Aduaneira, foram realizadas “oito buscas em sociedades, entre as quais sociedades de advogados”.

“Nas buscas, que decorrem em Portugal – mais concretamente no Funchal e no Porto – e em Malta, participam 2 magistrados judiciais, 5 magistrados do Ministério Público, 19 inspetores e peritos forenses da DSIFAE e 12 elementos da Unidade de Ação Fiscal da GNR”, acrescenta a nota.

Segundo o DCIAP, as “diligências visam a recolha de prova relacionada com a alienação de um ferry a uma sociedade com sede em Malta” e “os factos em investigação são suscetíveis de constituir a prática dos crimes de fraude fiscal qualificada e branqueamento”.

O empresário já reagiu a um artigo do Correio da Manhã, que na edição de hoje noticiou que a “justiça europeia investiga o dono da TVI” por “suspeitas na atribuição de fundos”. 

O empresário Mário Ferreira afirmou, esta quarta-feira, que não está “acusado de nada” nem é “arguido em nenhum processo”. Em causa está uma reação a um artigo do Correio da Manhã, que na edição de hoje noticiou que a “justiça europeia investiga o dono da TVI” por “suspeitas na atribuição de fundos”.

“O meu ‘amigo’ Paulo Fernandes em Maio de 2020 prometeu-me que me “destruía a vida” caso eu avançasse com a compra da Media Capital”, começou por afirmar o empresário, numa publicação na rede social Facebook, referindo-se ao presidente do grupo Cofina.

Descrevendo a notícia do jornal diário como “um ataque feroz”, Mário Ferreira acrescentou: “Eles (grupo Cofina) sabem que não estou acusado de nada, não sou arguido em nenhum processo”. 

O empresário acusou ainda a antiga eurodeputada Ana Gomes, que anteriormente processou por difamação, de “enviar cartas com falsas acusações” e o Correio da Manhã de “aproveitar para fazer notícias”. “Parece para eles um modelo virtuoso para vender jornais… Ao meu “amigo” Paulo irei sempre responder com obra feita e nunca lhe farei a ele aquilo que não gosto me estejam a fazer a mim, são estilos”, atirou.

O Correio da Manhã avançou hoje que a Procuradoria Europeia está a investigar Mário Ferreira por “suspeitas relacionadas com a atribuição de fundos comunitários a empresas do seu grupo”. O diário disse ainda ter apurado que o inquérito terá sido aberto na “sequência de uma queixa sobre a atribuição de fundos europeus e alegados atos de branqueamento de capitais”.

Esta semana, o Banco Português de Fomento (BPF) anunciou 400 milhões de euros para apoiar a capitalização das empresas portuguesas no âmbito do Programa de Recapitalização Estratégica (PRE), que é financiado pelo Plano de Recuperação e Resiliência (PRR). Da lista, salta à vista o grupo empresarial de Mário Ferreira, através da sua empresa Pluris Investments. O empresário fica com 40 milhões de euros, ou seja, 52% deste primeiro pacote, para apoiar o seu grupo empresarial, que além da área do turismo, e dos cruzeiros em particular, inclui também negócios como a recente participação na Media Capital, proprietária da TVI.


ÚLTIMA HORA! O seu Diário do Distrito acabou de chegar com um canal no whatsapp
Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens em parceria com a CNN no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito