TV e Cinema

Doutor Estranho no Multiverso da Loucura foi banido em alguns países do Oriente Médio

Países árabes banem filme das salas de cinema.

“Doutor Estranho no Multiverso da Loucura” foi banido dos cinemas na Arábia Saudita, assim como no Kuwait e no Catar (via The Hollywood Reporter). Infelizmente os fãs do Universo Cinematográfico Marvel que vivem no Golfo Pérsico não terão a oportunidade de assistir a nova superprodução da subsidiária da Disney, parece que o filme entrou em conflito com censores em pelo menos três países, colocando em dúvida seu futuro lançamento na Arábia Saudita e em outros lugares.

Disney versus censores:

Para quem está por fora, não é a primeira vez que as produções da Disney e da Marvel se encontram no lado errado dos censores oficiais no Oriente Médio. No ano passado, “Eternos” passou por uma situação semelhante depois que a Disney se recusou a fazer edições solicitadas por alguns desses países.

Parece que “Doutor Estranho no Multiverso da Loucura” será um filme difícil de ver na região, com uma exceção relatada: os Emirados Árabes Unidos, onde os ingressos antecipados ainda estão à venda.

Segundo apurado, trata-se de uma grande interrupção no lançamento global planejado pela Disney, e que está programado para 6 de maio.

Censores contra America Chavez:

“Doutor Estranho no Multiverso da Loucura” contará com a estreia do Universo Cinematográfico Marvel de America Chavez (Xochitl Gomez), também conhecida pelos leitores da Marvel Comics como a superpoderosa Miss América.

Chávez é abertamente gay nos quadrinhos, e sua inclusão na franquia de filmes do MCU tem o potencial de ser um marco de representação. Infelizmente, um relatório recente do The Hollywood Reporter confirma que é exatamente por isso que os censores na Arábia Saudita e em outros lugares da região do Golfo Pérsico estão se opondo ao lançamento do filme nos cinemas.

Vale lembra que, personagens e temas LGBTQIA+ costumam ser um ponto de discórdia para censores em países onde a homossexualidade é criminalizada – “Eternos” enfrentou sua própria situação de censura pelo mesmo motivo.

Para ilustrar a questão, recentemente, a produção de Steven Spielberg “Amor, Sublime Amor” foi banida dos cinemas na Arábia Saudita, Emirados Árabes Unidos, Catar, Bahrein, Omã e Kuwait, devido à caracterização transgênero de Anybodys (Iris Menas).

Por fim, a questão ainda está em aberto. Será que esse imbróglio terá resultado? Confira nos próximos capítulos… Ah, e para nós, boa sessão (rs).  


ÚLTIMA HORA! O seu Diário do Distrito acabou de chegar com um canal no whatsapp
Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens em parceria com a CNN no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito