AlmadaCrime

Detido por furtar obras de arte de Centro de Arte Contemporânea em Almada

O Ministério Público de Almada apresentou a primeiro interrogatório judicial um arguido indiciado pela prática de dois crimes de furto qualificado.

Os factos ocorreram nos dias 11 de novembro de 2022 e 14 de fevereiro de 2023, na Casa da Cerca – Centro de Arte Contemporânea, em Almada. 

O arguido é sujeito de ter retirado desse local, em horário de expediente, quatro obras de arte: duas aguarelas, na primeira ocasião, e duas xilogravuras, na segunda, que se encontravam em exposição aberta ao público.

Na sequência do interrogatório e em consonância com o promovido pelo Ministério Público, a juíza de Instrução Criminal aplicou ao arguido as medidas de coação de apresentações semanais na autoridade policial da área de residência e proibição de frequentar museus ou outros locais de exibição de exposições e instalações artísticas.

A investigação prossegue termos sob direção do Ministério Público de Almada, com a coadjuvação da Polícia Judiciária.


ÚLTIMA HORA! O seu Diário do Distrito acabou de chegar com um canal no whatsapp
Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens em parceria com a CNN no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito