AtualidadeDistrito de SetúbalDistritos

Aumento do preço das casas é mais elevado na margem sul do Tejo

Os concelhos da margem sul do Tejo continuam a liderar o aumento dos preços das casas em 2023.

De acordo com os mais recentes dados da Confidencial Imobiliário, relativos ao terceiro trimestre de 2023, citados pelo jornal Expresso, o preço das casas tem subido mais nos concelhos da margem sul do rio Tejo.

Lisboa encontra-se agora a perder em termos da valorização por metro quadrado (+6,15%) para todos os concelhos da área metropolitana.

Oito das dez maiores valorizações do preço das casas na Área Metropolitana de Lisboa (AML) encontram-se em concelhos da margem sul do rio Tejo, com Almada a manter a liderança de preços na margem sul.

Estes concelhos são alternativa para famílias, face aos elevados preços praticados na capital, mas também são cada vez mais procurados por cidadãos estrangeiros.

A Confidencial Imobiliário aponta para um limite mínimo de 1.500 euros por m2 na margem sul, cerca de um terço do valor praticado na venda de habitação em Lisboa (4.446 euros/m2). Na margem norte, depois de Lisboa, Cascais e Oeiras são os concelhos mais caro: 4.167 e 3.630 euros/m2, respetivamente.

No concelho de Almada as vendas rondam os 2.474 euros por m2 (valorização de mais de 18%), um valor semelhante a Odivelas (2.553 euros por m2) e acima da Amadora (2.276 euros/m2) e de Sintra 2.119 euros/m2).

No extremo oposto está a Moita, com um mínimo regional no 3.º trimestre do ano de 1573 euros por m2, sendo este o mais barato da região mas também o que apresenta a maior valorização (23,24%).

Também na lista dos mais procurados estão os concelhos de Alcochete (2.170 euros/m2), Montijo (1.874 euros/m2) e Seixal (1.974 euros/m2).

Sesimbra apresenta um preço por m2 de 2.164 euros e o Barreiro de 1.843 euros, enquanto Setúbal e Palmela, mais distante de Lisboa, estão nos 1.936 e 1.904 euros, respetivamente.


ÚLTIMA HORA! O seu Diário do Distrito acabou de chegar com um canal no whatsapp
Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens em parceria com a CNN no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito