Insólito

Após ser pai de 550 filhos é proibido de doar esperma pelo tribunal holandês

Jonathan Meijer, de 41 anos, foi obrigado pela justiça holandesa que impôs medidas cautelares, a cessar a sua atividade de dador de esperma após queixa de uma mãe a quem garantiu que não seria o pai de mais de 25 crianças, limite fixado pela regulamentação em vigor. 

De acordo com o jornal El País, o dador de esperma neerlandês e “pai” de cerca de 550 filhos nos Países Baixos e no estrangeiro, incluindo em Espanha, deve cessar imediatamente a sua atividade. Caso não faça arrisca-se a uma coima de 100 mil euros por cada nova doação. 

Segundo a mesma fonte, o arguido está também proibido de fazer publicidade na Internet e de colaborar com futuros pais que procurem uma criança, caso não cumpra, será sancionado. Além disso, deve informar o tribunal se efetuou doações através de outros centros no estrangeiro.

É a primeira vez que os tribunais se debruçam sobre um caso  insólito deste tipo.

Os juízes ordenaram a destruição das amostras de sémen de Jonathan Meijer, atualmente armazenadas nas clínicas de fertilidade, com exceção das famílias que já têm um filho e desejam dar-lhe um irmão, que se encontram reservadas.


ÚLTIMA HORA! O seu Diário do Distrito acabou de chegar com um canal no whatsapp
Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens em parceria com a CNN no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito