Atualidade

Activista antirracista Mamadou Ba começa hoje a ser julgado por difamação de militante neonazi Mário Machado

O activista antirracista Mamadou Ba começa esta quarta-feira a ser julgado por difamação, publicidade e calúnia, num processo colocado pelo militante neonazi Mário Machado e no qual Ba conta com a ex-ministra da Justiça Francisca Van Dunem como testemunha.

Em 27 de Outubro do ano passado, foi tornado público que Mamadou Ba ia a julgamento por difamação do ex-dirigente do movimento “Hammerskins Portugal” Mário Machado, após decisão do juiz de instrução criminal Carlos Alexandre, que proferiu um despacho de pronúncia para julgamento em tribunal singular “nos exactos termos” da acusação do Ministério Público (MP).

Mário Machado acusa Mamadou Ba de o apelidar, em 2020, de “assassino de Alcindo Monteiro”, o cabo-verdiano assassinado em Lisboa em Junho de 1995 por elementos de um grupo de ‘skinheads’. Mário Machado estava no local nessa noite, mas não foi condenado por homicídio.

Entre as testemunhas arroladas pela defesa estão, além de Francisca Van Dunem, a diplomata e socialista Ana Gomes, o ex-líder do BE Francisco Louçã, o sociólogo Boaventura Sousa Santos, o deputado e líder do Livre Rui Tavares, o ex-deputado Miguel Vale de Almeida e os jornalistas Diana Andringa, Daniel Oliveira e Paulo Pena, entre outros.


ÚLTIMA HORA! O seu Diário do Distrito acabou de chegar com um canal no whatsapp
Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens em parceria com a CNN no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito