Comunicados de ImprensaPolíticaSesimbra

PSD emite comunicado sobre atuações do PS e CDU na Assembleia Municipal

O PSD de Sesimbra lançou uma nota onde comentou a última Assembleia Municipal. Nesse encontro, onde foram discutidos o Orçamento Municipal para este ano e as Grandes Opções do Plano, os deputados associados a CDU e ao PS apresentaram opiniões contrárias aos seus vereadores. Este orçamento, o maior da história democrática do concelho, foi aprovado por unanimidade pelos vereadores.

O executivo de Sesimbra está baseado não só na CDU, mas também no PS e no independente Márcio Souza. Os deputados municipais que não estão presentes no executivo autárquico lamentam que não puderam participar na construção das Grandes Opções do Plano e no Orçamento. A bancada Socialista da Assembleia Municipal não seguiu a mesma onda dos seus vereadores.

Sobre não o PS não ter apoiado nem a proposta de GOP ou o Orçamento, Carlos Filipe Oliveira, líder de Bancada do PSD, «custa-nos perceber e aceitar que nem todos os partidos que estão no executivo e o suportam acreditam naquilo que estão a fazer». O líder da Bancada acrescentou ainda que «o PSD se absteve na votação do GOP e do Orçamento do Município. Esta é uma responsabilidade que assumimos porque decididamente não nos revemos neste processo de gestão política».

PS com o melhor dos dois mundos

O presidente da Comissão Política, Marco Rodrigues, olha para esta abstenção do PS na votação final como nas histórias do Dr. Jekil e do Mr. Hyde. «No executivo, mansos como cordeiros…á noite, na Assembleia Municipal, são gatinhos a tentar rugir como leões. PS é um partido que quer o melhor dos dois mundos», disse. Para os sociais democratas, «Casa onde não há estratégia…todos ralham e com razão…». Em relação a CDU, o PSD concluiu que este é um partido esgotado e fechado em si. Para os sociais democratas, este é um executivo reativo e com falta de visão de futuro e de estratégia. Antes desta discussão, os deputados municipais apresentaram um conjunto de propostas direcionadas tanto para as famílias como para as IPSS. Nenhuma destas propostas foram acolhidas pelo executivo. O que para eles não é só uma perda para Sesimbra como também para todos os sesimbrenses.

Para os deputados, a expetativa criada é uma mão cheia de nada pois são apresentadas rubricas avulsas. O que faz, segundo o PSD, que o executivo autárquico navegue à vista, sem estratégia ou visão.


ÚLTIMA HORA! O seu Diário do Distrito acabou de chegar com um canal no whatsapp
Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens em parceria com a CNN no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito