DestaquePalmela

Pinhal Novo | ‘Este ano vamos conseguir fazer umas Festas Populares que ficarão na memória’

A 24.ª edição das Festas do Pinhal Novo foi apresentada na tarde desta sexta-feira, na Biblioteca Municipal, com a presença do presidente da Câmara Municipal de Palmela, Álvaro Amaro, do presidente da Junta de Freguesia de Pinhal Novo, Carlos Almeida, e do presidente da Associação de Festas, Herlander Vinagre.

“Este ano, a Festa será em moldes mais simples e contidos, mas não menos importantes”, frisou Herlander Vinagre, lamentando que “depois dos constrangimentos da pandemia, novos constrangimentos vieram causar dificuldades, como a inflação galopante, que levou ao aumento de preços, em alguns casos em cem por cento.

Este ano nem pudemos oferecer os stands gratuitamente ao nosso movimento associativo, excepto aos ranchos para que neles pudessem vender a sopa caramela, e lamentavelmente, alguns declinaram por falta de membros para garantirem essa função.”

Por outro lado, vicissitudes da vida “também tornam esta uma tarefa mais difícil, como a inesperada morte de Hélder Alves, elemento desta Associação e que era o responsável pelo grafismo e o cartaz do Páteo Caramelo”.

Apesar das dificuldades, o responsável destacou “o papel de outros, que se chegaram à frente e agarraram estas áreas.”

Este ano o cartaz das Festas foi elaborado por Alcides Canivete, “que usou o Arco da Ponte, espaço icónico da nossa vila, que servia de escorrega e de lugar para namoricos”.

Herlander Vinagre destacou depois alguns momentos do tradicional programa, como a Corrida das Pasteleiras, largadas e corrida de touros, o Piquenique “este ano em homenagem a João Henriques, antigo presidente da Associação”, bem como as actividades desportivas que vão ter lugar todos os dias.

Do cartaz de música, para os cinco palcos “haverá um pouco de tudo para todas as idades, passando por DJ, música dos anos oitenta, Toy, Miguel Ângelo, e os Anjos”.

DR – Rafael Lima / DD

Coragem, resiliência e superação

Perante algum desânimo demonstrado pelo presidente da Associação, Carlos Almeida relembrou que “estas Festas, durante anos, ombreavam com as da capital e nem tinham comparação com as festas na região.

Estamos a precisar de ver a Festa em ação, mais do que as palavras. É um motivo de honra o que vai ter lugar, perante todos os obstáculos. Acompanhei de perto as dores de cabeça da Associação de Festas, este ano a ter de gerir tudo com escassos recursos e tudo mais caro, quando estavam preparados para organizar uma grande festa.

E por tudo isso estão de parabéns, a vossa coragem e resiliência está no coração de todos os pinhalnovenses. E iremos voltar a receber milhares de visitantes que no Pinhal Novo sabem que vão reencontrar a tradição.”

Também Álvaro Monteiro pediu que “este seja um momento de alegria, de afirmação e de superação das dificuldades por uma equipa dedicada ao Movimento Associativo.”

O autarca relembrou que “voltámos ao formato de sempre, vindos de momentos muito difíceis. Mas quanto maiores são as dificuldades, maiores são os sucessos, quando as ultrapassamos.

Este ano, vamos conseguir fazer umas Festas Populares que ficarão na memória de todos os milhares que nos visitarem, porque esta é também uma celebração muito assente na sua autoestima e no palco que dá ao movimento associativo.

E este cartaz, para mim, é mais importante que os Coldplay, porque são os artistas da nossa terra.”

Com entusiasmo, Álvaro Amaro garantiu que “as Festas de Pinhal Novo estão de volta e vão voltar a ter a dinâmica que já tiveram. Sabemos que o espaço é pequeno para albergar tanta gente que vem cá, e por isso só continuar a realizar a Festa já é um sucesso.

São festas do povo, assentes nas tradições desta vila, e por isso que continuemos todos a vestir a camisola, e que todos desfrutem dos ingredientes desta grande panela de sopa caramela.”

As Festas deste ano, conforme informação de Herlander Vinagre, tiveram um orçamento de 300 mil euros, com um apoio de 51.800 euros da parte da Câmara Municipal de Palmela, ao que se junta o apoio logístico, “que ascende a 20 mil euros”, frisou Álvaro Amaro.


ÚLTIMA HORA! O seu Diário do Distrito acabou de chegar com um canal no whatsapp
Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens em parceria com a CNN no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito