Madeira
Em Destaque

Papa Francisco expulsa Padre Frederico da Igreja

Anos 90 a Madeira passava por um caso judicial mais mediático de sempre, com um padre a ser acusado e condenado a 13 anos de prisão efetiva pelo homicídio de um jovem de 15 anos. Decorridos 31 anos, o Vaticano expulsou o Padre Frederico.

Frederico Marcos da Cunha, natural do Brasil, estava envolvido num dos maiores casos judiciais dos anos 90, quando o Tribunal de Santa Cruz, na Madeira, o condenava a 13 anos de prisão efetiva, a acusação recaiu sobre o crime de homicídio que praticou contra um jovem de 15 anos.

A vítima era escuteiro e segundo alguns relatos na altura, envolvera-se com o Padre Frederico, foi em 1992 que o jovem foi morto e as suspeitas recaíram sobre o Padre Frederico Cunha. 

Decorridos 31 anos do crime e de ninguém ainda saber o seu paradeiro, o Papa Francisco foi questionado pelo bispo do Funchal sobre o que fazer à sua expulsão.

Francisco terá tomado a decisão de expulsão do sacerdócio de Frederico já este ano, acontecendo também na sequência desse pedido de esclarecimentos apresentado pelo bispo de Funchal.

A resposta chegou ao Funchal no passado dia 16 com o seguinte decreto: “a demissão do estado clerical do senhor Frederico Marcos da Cunha”.

A Diocese esclareceu que uma vez não sabendo do seu paradeiro que “o Dicastério para a Doutrina da Fé mandou que se tornasse pública a decisão do Santo Padre no ‘site’ oficial daquela Diocese”.


ÚLTIMA HORA! O seu Diário do Distrito acabou de chegar com um canal no whatsapp
Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens em parceria com a CNN no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito

9 Comentários

  1. Só agora! Ainda dizem que a justiça em Portugal é lenta…

  2. 30 anos depois, quantas crianças não violou entretanto???

  3. Já devia ter sido demitido logo que foi julgado