DestaqueEntrevista

Líder da JSD garante “estamos a reativar a Concelhia” 

Miguel Nunes é o atual líder da JSD de Sesimbra e mostra-se otimista para “reativar um projeto que estava parado há sete anos”.

Miguel Nunes, de 27 anos, assumiu a liderança da JSD de Sesimbra e apesar de reconhecer que “a Concelhia não é muito grande” e isso “dificulta as coisas, mas os jovens têm uma grande capacidade interventiva”. Eleito para o cargo em plena pandemia, o líder da Juventude Social Democrata, faz um balanço positivo, do seu primeiro mandato pois “encontrámos jovens que procuram alargar horizontes, apesar de terem a sua atividade profissional fora do concelho”. 

O presidente da Jota é a favor da estabilidade política a nível nacional, mas admite “se o Governo não tiver condições e se a estabilidade estiver em causa, admito a mudança para não pôr em causa a vida dos portugueses”. 

Para Miguel Nunes, o atual presidente da Comissão Política Distrital do PSD de Setúbal, Paulo Ribeiro “tem feito um trabalho notável onde tem procurado aproximar os militantes de base, pois somos, as bases, que sabemos os reais problemas dos nossos concelhos, e somos nós que estamos na linha da frente, nas campanhas. A melhoria da aproximação contribui para que os nossos eleitos consigam criar propostas para serem discutidas”. 

O líder da Jota, cujo mandato termina este ano, anuncia “vou recandidatar-me, se for essa a vontade da minha comissão política, porque ainda há muito para fazer, nomeadamente a nível da mobilização dos jovens”.  

O grande problema são as acessibilidades 

O presidente da JSD destaca como principal problema do concelho de Sesimbra as acessibilidades, mas não deixa de levantar o dedo aos autarcas da CDU, apesar de reconhecer que muitos problemas são do governo central e não da própria autarquia que “sempre governaram este território, à exceção de oito anos, pouca coisa mudou em relação a isso”. A falta de estacionamento, destaca, “condiciona a qualidade de vida e o bem-estar, mas ter em atenção as tarifas a praticar, que não podem ser exageradas”. Mas também “existem problemas na estratégia de habitação e turismo com a tomada de medidas avulsas sem que exista um verdadeiro projeto e não existem casas disponíveis e as poucas têm preços muito caros obrigando os sesimbrenses a sair do concelho, e muitos jovens a não conseguir adquirir ou arrendar casa”. A nível do turismo, destaca, “a situação não é melhor com um hotel aqui, um alojamento local ali e basta dizer que em Sesimbra não há um hotel de cinco estrelas, apesar do concelho ter um enorme potencial turístico pelas praias, gastronomia e património arquitetónico”, mas “não podemos receber mais gente se não temos acessibilidades aos restaurantes e hotéis”. Para Miguel Nunes “há que repensar nos investimentos, nomeadamente tendo em atenção a população sesimbrense e a criação de postos de trabalho, tendo sempre em atenção o PDM e o impacto ambiental”. “Deveriamos pensar em captar grandes opções privadas, com o intuito de trazer para o concelho de Sesimbra grandes grupos económicos, que trariam imensos postos de trabalho para o concelho”. 

As pedreiras são um mal menor 

O presidente da Jota garante “Sesimbra pode ser um concelho atrativo para quem nos visita e quem aqui vive e as pedreiras são um mal menor, pois não podemos esquecer que não existem de agora e no passado empregaram milhares de pessoas e mataram a fome a muita gente”. E lembra “não podemos pôr em causa as centenas de famílias que ainda vivem das pedreiras” e acrescenta “prefiro continuar a ter pedreiras que dão trabalho aos sesimbrenses”. 

É preciso olhar com atenção para a Lagoa de Albufeira 

Outro dos problemas que aflige o líder social-democrata “é a situação da Lagoa de Albufeira. A abertura da Lagoa é feita cada vez mais tardiamente e neste último verão assistimos ao fechar da Lagos várias vezes e que se traduziu na perda da qualidade da água e num assoreamento, cada vez maior. A Câmara aprovou uma moção para fazer “frente” à Agência Portuguesa do Ambiente, para ou fazer um desassoreamento, ou efetuar uma dragagem. Mas os sesimbrenses não pensem que isso vai servir para a APA efectuar já uma destas soluções,uma vez que o prazo limite para concluir o projecto de execução da abertura e desassoreamento da Lagoa de Albufeira só termina a 31 de Dezembro de 2023”. Mas não deixa de lembrar outras preocupações como “a intervenção no Cabo Espichel, onde devem ser criadas medidas concretas para continuar com a reabilitação”. Também a Mata de Sesimbra “seja através de empreendimentos de iniciativa privada desde que sejam cumpridas as regras impostas pelo Plano Diretor Municipal (PDM) e acauteladas todas as exigências ambientais, e sobretudo que o projeto traga trabalho para os sesimbrenses”. 

Os jovens não têm atratividade em Sesimbra para se fixarem 

O Presidente da JSD Sesimbra, falou ainda acerca dos problemas do jovem do concelho, dizendo que “não temos no concelho grande atratividade para os jovens se fixarem. Falta habitação jovem, falta trabalho para os jovens. Miguel Nunes ataca a CDU, por ter sempre vedado a regulamentação do conselho municipal jovem “A CDU parece que tem medo de criar o conselho municipal da juventude… muitos dos concelhos, até com gestão da CDU já o realizaram, mas parece que a a gestão CDU neste concelho, não quer, dizendo que não estão cumpridos os pressupostos para ser criada. Não me parece que assim o seja, até porque a lei dava 6 meses às autarquias em 2012, penso eu, para ser criada, e até ao momento não temos nada. Reitero, pois, o desafio à CDU de Sesimbra: Criem o conselho municipal jovem, ou então peçam um parecer jurídico à CCDR, para se esclarecer de uma vez por todas este tema, e até quais as consequências do não cumprimento da lei, neste aspeto por parte da autarquia”. 

PERFIL 

– Miguel Nunes 

– 27 anos 

– Advogado 

– Entrou para o PSD em 2017 

– Líder da JSD desde 2021 


ÚLTIMA HORA! O seu Diário do Distrito acabou de chegar com um canal no whatsapp
Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens em parceria com a CNN no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito