AtualidadeDestaqueDistrito de SetúbalJustiça
Em Destaque

Julgamento de homicídio de Jéssica adiado devido a greve dos funcionários judiciais

No Tribunal de Setúbal.

A segunda sessão de julgamento do homicídio de Jéssica, que estava marcada para esta terça-feira, foi adiada devido à greve dos funcionários judiciais.

Recorde-se que no banco dos réus estão cinco arguidos. Inês Sanches, a mãe da menina de três anos morta em Junho do ano passado em Setúbal, é uma das arguidas no processo, acusada dos crimes de homicídio qualificado e de ofensas à integridade física qualificada, por omissão.

A alegada ama da vítima, Ana Pinto, o marido, Justo Ribeiro Montes, e a filha, Esmeralda Pinto Montes, que, além dos maus-tratos infligidos à menina, também terão usado a pequena Jéssica como correio de droga, estão acusados de homicídio qualificado consumado, rapto, rapto agravado e coacção agravada.

Estes três arguidos, assim como outro filho de Ana Pinto e Justo Montes – Eduardo Montes -, estão ainda acusados de um crime de violação agravado e de um crime de tráfico de estupefacientes agravado.

Sublinhe-se que o marido da ama foi ouvido segunda-feira, tendo dito, entre muitas contradições, que só soube da morte da criança pela mulher e pela filha, negando qualquer responsabilidade: “É tudo mentira”, afirmou Justo Mendes na primeira sessão do julgamento no Tribunal de Setúbal.


ÚLTIMA HORA! O seu Diário do Distrito acabou de chegar com um canal no whatsapp
Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens em parceria com a CNN no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito