DestaqueDistrito de SetúbalSaúde

Enfermeiros de Setúbal em greve

Dezenas de enfermeiros do Hospital de São Bernardo concentraram-se esta terça-feira à entrada daquela unidade de saúde do Centro Hospitalar de Setúbal para exigirem o cumprimento da lei na contagem do tempo de serviço e pagamento de horas em dívida.

“O que está em causa tem a ver com o que conquistámos, relativamente à contagem do nosso tempo de serviço, e com a forma como o conselho de administração do Centro Hospitalar de Setúbal está a aplicar aquilo que é a legislação que entretanto saiu”, afirmou à agência Lusa Zoraima Prado, do Sindicato dos Enfermeiros Portugueses (SEP).

“O conselho de administração do CHS está a aplicar a legislação de forma errada, criando mais problemas em vez de resolver os que existem”, acrescentou a sindicalista, segundo a qual o CHS não está a contar devidamente o tempo de serviço noutras instituições a alguns enfermeiros, dado que aproveita interrupções de “um dia, um dia feriado ou um fim de semana” para lhes apagar vários anos de serviço.

“Há enfermeiros que têm 39, 49, 21 feriados e folgas acumuladas, que têm de ser pagas como trabalho extraordinário, porque não se trata de trabalho normal”, defendeu ainda, salientando que o hospital não pode dispensar estes enfermeiros porque precisa deles e que terá de lhes pagar esse trabalho extraordinário, mesmo que seja de forma faseada.


ÚLTIMA HORA! O seu Diário do Distrito acabou de chegar com um canal no whatsapp
Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens em parceria com a CNN no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito