Distrito de CoimbraDistritos

Casal com três filhos perde casa na noite de natal

História está a ser partilhada nas redes sociais e internautas pedem apoio à família.

Um casal com três filhos menores perdeu a casa durante um incêndio na noite de Natal na aldeira de Parrozelos, concelho de Arganil, distrito de Coimbra.

A história está a emocionar os internautas dado que a tragédia aconteceu na noite de Natal e após um investimento de vida.

Sérgio Pinto e Patrícia Ferreira decidiram mudar de vida e sair da cidade para o campo. Ambos desempregados, o casal viu uma oportunidade na adversidade e decidiu investir na mudança.

Foto: Facebook

O casal tinha vendido a casa de Lisboa para investir na compra e remodelação de uma habitação em Parrozelos, Arganil, que pertencia a um familiar.

No entanto, as obras tornaram-se um pesadelo quando o empreiteiro abandonou a obra, parte já paga. Durante meses arrendaram uma casa, enquanto terminavam o que o empreiteiro deixou por fazer. Dois dias antes do Natal mudaram-se para a casa nova, mas ao final do dia 25 de dezembro a tragédia bateu novamente à porta desta família.

Um incêndio na habitação deixou-os sem outra opção a não ser fugir. O casal e os três filhos viram o sonho ruir e ser destruído pelas chamas, que apesar do esforço dos bombeiros nada conseguiram fazer.

A família foi acompanhada e apoiada pela Junta de Freguesia de Cerdeira e Moura da Serra, concelho de Arganil, desde o início que garantiu o realojamento dos cinco elementos e tem, desde então, publicado nas redes sociais a evolução e os resultados da onda de solidariedade criada para apoiar o casal Pinto e os três filhos. A história fez a Junta de Freguesia criar uma conta bancária solidária para ajudar a reconstruir o sonho da família, que perdeu tudo no incêndio. No comunicado publicado na página de Facebook, a Junta de Freguesia conta toda a história da família e do trágico incidente.

O projeto intitulado “Renascer Parrozelos” para angariação de fundos para a reconstrução de casa ardida já conseguiu reunir mais de 1.100 euros em poucos dias. O último balanço foi feito no último dia do ano.

Ao longo das publicações são esclarecidos alguns detalhes da ajuda necessária, nomeadamente a existência de um seguro da habitação para cobrir os prejuízos do incêndio. Em nota, a Junta de Freguesia esclarece que a casa estava a ser habitada há poucos dias e que não existia seguro.

A história comovente de Sérgio, Patrícia e dos três filhos Santiago, 6 anos, Laura, 4 anos, e Leonor, 2 anos, está a comover os portugueses, tendo já sido partilhada por algumas bloggers que não ficaram indiferentes à situação.


ÚLTIMA HORA! O seu Diário do Distrito acabou de chegar com um canal no whatsapp
Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens em parceria com a CNN no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito