DestaqueDistrito de Setúbal
Em Destaque

5 arguidos vão ao banco dos réus pelo caso da morte de Jéssica

A pequena Jéssica de três anos morreu às mãos de Tita, Esmeralda, Justo e Eduardo. O julgamento ainda não tem data marcada

Dos cinco arguidos que aguardam julgamento em prisão preventiva, nenhum deles pediu abertura de inquérito na fase de instrução no caso e Jéssica Biscaia, a menina de 3 anos, morta em junho do ano passado em Setúbal.

O processo seguiu ontem para julgamento, mas ainda não tem data marcada para a sua realização.

Os quatro membros da família de Tita e Justo e a mãe da menina, Inês Tomás, vão sentar-se no banco dos réus em breve. O julgamento será realizado no Tribunal de Setúbal e os cinco estão acusados de crimes de homicídio qualificado, rapto, rapto agravado, ofensas à integridade física, tráfico de droga e violação.

A pequena Jéssica ficou em cativeiro na casa de Tita, os contornos do crime foram investigados e a menina serviu de moeda de troca para pagamento de serviços de bruxaria que a mãe devia a Tita. Nos dias em que teve retida, Jéssica foi alvo de atrocidades maiores, desde espancamento até seviciada.

Depois de ir buscar a filha, Inês Tomás terá solicitado ajuda médica para a filha, a menina não reagia, isto passado algum tempo de a ter em casa.

Segundo o CM de hoje, o processo seguiu para as mãos de um coletivo de juízes e quatro jurados. O coletivo será presidido pela juiz Paula Sá Couto, magistrada com um vasto curriculum experiente em casos de homicídio e tráfico de droga.


ÚLTIMA HORA! O seu Diário do Distrito acabou de chegar com um canal no whatsapp
Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens em parceria com a CNN no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito