MotorPolíticaSesimbra

Sesimbrenses pedem melhores estradas

O concelho de Sesimbra tem 500 quilómetros de estradas e uma rede viária municipal constituída por mais de 1600 ruas. A nascente de acesso à vila de Sesimbra, os arruamentos da Corredoura ou de Santana foram alguns dos acessos que “nasceram” no concelho nas últimas décadas. Este investimento tem permitido “encurtar” distâncias e melhorar a qualidade de vida das populações.

A rua da Fraternidade está a ser requalificada e o piso na rua Garcia de Orta (na Quinta do Conde) melhorado. Estes são os últimos trabalhos que a autarquia está a fazer nas suas estradas. Mesmo assim, os que querem ir da Quinta do Conde a Sesimbra não conseguem fazer este percurso usando estradas totalmente concelhias. O que deve mudar com a urbanização que vai nascer na Mata de Sesimbra e que trará uma estrada que vai ligar as duas localidades. A Almoinha tem, já há 40 anos, a única estrada não alcatroada do concelho. Mesmo com pedidos feitos a autarquia pelos populares, as ervas e canas são vistas por todo o lado.

Estradas asfaltadas uma única vez

Não muito longe, no Cabo Espichel, a rua que vai na direção do santuário foi alcatroada apenas uma última vez nas últimas décadas. O mau estado destas vias é uma das principais queixas dos munícipes e um desafio permanente da autarquia. Para os munícipes, Sesimbra precisa de estradas em bem melhor estado. As várias obras que o Município tem nas suas mãos, como é o caso da USF de Sesimbra ou a escola Rodrigues Soromenho, faz com que algumas das suas obrigações, como é o caso da manutenção das infraestruturas rodoviárias, sejam colocadas de lado.

Muitas das estradas, que precisam urgentemente de ser asfaltadas, levam com remendos de restos de betuminoso que acabam por largar graças a influência do tempo. Esta tapação de buracos, como acontece na estrada do Caminho Branco, não resulta devido ao elevado transito que por aqui passa. A falta de um asfalto em condições para além de poder estragar os carros também faz com que se torne mais lenta a deslocação de um ponto para o outro.

Só a estrada das Pedreiras, que precisa urgentemente de obras, terá de ter um investimento de 2 milhões de euros. Outra estrada que é colocada em causa é a que vai do Parque Operacional até à Fonte Sesimbra (antigo matadouro). O mau estado da mesma faz com que um dos cidadãos, com mobilidade reduzida, tenha dificuldades em circular com a sua cadeira de rodas.


ÚLTIMA HORA! O seu Diário do Distrito acabou de chegar com um canal no whatsapp
Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens em parceria com a CNN no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito