MultimédiaParceirosPolíticaSesimbraTurismo

Petição pede que não sejam impostos horários para o Carnaval de rua

Após anunciado o programa para o Carnaval, vários sesimbrenses revoltaram-se com o facto de a música de rua só poder ir até às 2 da manhã. Após este horário, a festa deverá acontecer no interior dos bares. Isto está a desagradar os sesimbrenses, que acreditam que desta forma se está a matar o Carnaval de rua. A medida pretende, em parte, evitar os excessos que o álcool traz.

Um Carnaval que junta milhares de foliões. Estes fazem que seja um dos pontos altos do ano sesimbrense, ao lado do verão. O mega samba, os trios elétricos e os ensaios técnicos são alguns dos pontos altos do Carnaval de Sesimbra. Para trazer o verdadeiro Carnaval de volta, foi realizada uma petição pública online. Esta até ao momento conta com 507 assinaturas e espera ter até 5 mil.

Esta petição (link para a mesma: https://peticaopublica.com/pview.aspx?pi=PT115119&fbclid=IwAR2ege4gH1pWLSbgEf2LGNt5It2HzbYcWRw55CzwMtZufB7QuH3qmMrzJzs) pretende defender as pessoas da terra e o direito que as mesmas têm de viver o Carnaval de rua depois das 2 da manhã. Pede-se uma solução não tão extremada, como é o caso da imposição de se estar dentro dos bares após este período.

Os mesmos não têm a capacidade para receber a quantidade de pessoas esperadas. No texto que acompanha esta petição, questiona-se a possibilidade de limitar o número de pessoas que podem vir ao Carnaval. «Que oferta temos para oferecer a partir das 2 da manhã se não há sítios suficientes nem espaço para se enfiar tanta gente». A petição, que pretende que as conhecidas capelinhas do Carnaval voltem a estar ativas, é dirigida ao presidente da autarquia (Francisco Jesus) e ao presidente do Grupo Desportivo de Sesimbra (Sebastião Patrício).

O Grémio, o Ginásio e os Bombeiros eram das principais capelinhas do Carnaval sesimbrense, que sempre reuniu inúmeros grupos de foliões.


ÚLTIMA HORA! O seu Diário do Distrito acabou de chegar com um canal no whatsapp
Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens em parceria com a CNN no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito