Famosos

Nuno Lopes acusado de violar uma celebridade internacional

AM. Lukas, guionista norte-americana, acusa o ator Nuno Lopes de a ter drogado e violado no Festival de Cinema de Tribeca, em 2006.

A notícia avançada pelo Daily Mail dá conta que a guionistafoi na altura a um hospital para ser submetida a um teste de violação.

Diz ainda que o ator confirmou tudo por chamada telefónica e que depois da violação ficou com stress pós-traumático e transtorno de bipolaridade, ponderandso mesmo cometer suicídio.

Exigindo uma “indemnização compensatória e punitiva“. “Estamos inspirados pela coragem da nossa cliente em responsabilizar o senhor Lopes. Como temos visto repetidamente, a indústria cinematográfica deu repetidamente autorização a homens como o senhor Lopes para se envolverem em agressões sexuais sem consequências“.

O ator veio a público defender-se: “Apesar de prezar desde sempre a minha vida pessoal e ter optado por proteger a minha privacidade ao máximo, neste caso tenho a maior vontade de vir a público esclarecer e contar a verdade sobre esta história. No entanto, e contra os meus instintos, fui veementemente instruído pelos meus advogados americanos a abster-me de revelar todos e quaisquer detalhes sobre o processo movido ontem em Nova Iorque, que contém alegações com 17 anos, do tempo em que era estudante de representação em Nova Iorque em 2006“.

“Por enquanto, posso apenas dizer isto: recentemente, recebi com surpresa e choque uma carta vinda dos Estados Unidos por parte dos advogados de A. M. Lukas, a acusar-me de ter drogado e violado A. M. Lukas há 17 anos, pedindo-me que propusesse uma quantia monetária para este caso acabar e um pedido de desculpas. Rejeitei ambos. Sou moralmente e eticamente incapaz de cometer os atos de que me acusam. Jamais drogaria alguém e jamais me aproveitaria de uma pessoa incapacitada, quer por excesso de álcool ou por influência de quaisquer outras substâncias. Nem hoje nem há 17 anos“, continuou.

“Tenho o maior respeito e solidariedade por todas as vítimas de qualquer tipo de violência. Estou de consciência absolutamente tranquila, mas ciente das consequências gravíssimas que este caso representa. E de como a minha decisão de recusar um acordo confidencial e avançar publicamente para tribunal aporta consequências para a minha reputação quer pessoal, quer profissional. Não obstante, quero deixar bem claro que refuto todas as acusações que me são feitas, que espero que este caso seja prontamente esclarecido e julgado justamente pelas autoridades competentes e que nunca terei medo de agir judicialmente contra qualquer pessoa que tente difamar o meu bom nome“, rematou.


ÚLTIMA HORA! O seu Diário do Distrito acabou de chegar com um canal no whatsapp
Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens em parceria com a CNN no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito

comentário