PaísSociedade

Manuel Rui Azinhais Nabeiro, a história de vida de um dos maiores empresários portugueses

Manuel Rui Azinhais Nabeiro nasceu a 28 de Março de 1931 na vila alentejana de Campo Maior. Cresceu no seio de uma família humilde, sendo transmitido desde cedo valores éticos e morais.

Começou a trabalhar por volta dos 12 anos onde ajudava a mãe numa pequena mercearia e o pai e os tios na torra do café, numa época em que se sentiam os efeitos da guerra civil em Espanha.

Aos 17 anos, após o falecimento do seu pai, passa a assumir a pequena torrefação familiar, e começou cedo com pensamentos de empreendedor, tendo a ideia de impulsionar a venda de café Espanha, ideia que partilhou com os seus tios criando assim uma sociedade e daí nasceu a Torrefação Camelo.

Mais tarde acabaria por vender a sua parte da sociedade aos familiares, abrindo assim em 1961 a sua própria empresa, a agora conhecida Delta Cafés, dando os seus primeiros passos com um pequeno armazém de mercearias e a torra de café. Poucos meses se passaram a já distribuía por todo o país, tendo assim que expandir o negócio abrindo um entreposto comercial em Lisboa, em 1963 e outro no Porto, em 1964.

Antes do 25 de abril de 1974, e por duas vezes, Rui Nabeiro foi nomeado presidente da Câmara Municipal de Campo Maior em 1962 e em 1972, voltando a exercer o cargo em 1977, então por sufrágio universal (pleno direito ao voto de todos cidadãos adultos, independentemente de alfabetização, classe, renda, etnia ou sexo, salvo exceções menores), sendo reeleito duas vezes e mantendo-se no cargo até 1986.

Tornando-se líder no mercado de cafés em 1982 constrói a Novadelta, seguida de, na  altura, a maior fábrica de torrefação da Península Ibérica em 1984. Já em 1988 nasce o Grupo Nabeiro – Delta Cafés, que atualmente conta, com mais de duas dezenas de empresas e com intervenção direta em áreas tão diversas como Alimentação e Bebidas, Imobiliário, Indústria e Serviços, Distribuição e Turismo e Restauração.

Rui Nabeiro foi condecorado por duas vezes pelo em reconhecimento ao seu mérito empresarial, a 9 de Junho de 1995 o Presidente da República Mário Soares atribuiu-lhe o grau de comendador da Ordem Civil do Mérito Agrícola, Industrial e Comercial Classe Industrial, e a 5 de Janeiro de 2006 o Presidente Jorge Sampaio distinguiu-o como comendador da Ordem do Infante D. Henrique.

Doutor Honoris Causa pela Universidade de Évora, que em 2009 instituiu a Cátedra Rui Nabeiro, destinada à promoção da investigação do ensino e da divulgação científica na área da biodiversidade.

O Comendador Rui Nabeiro foi também reconhecido condecorado fora do país, em 2009 recebeu uma das maiores distinções atribuídas pelo país vizinho. Por indicação do Rei de Espanha, foi honrado com a notável insígnia, A Comenda da Ordem de Isabel a Católica. 

Já em 2010 foi nomeado Cônsul Honorário de Espanha, com jurisdição nos distritos de Castelo Branco, Portalegre, Évora e Beja.

Seguiu-se em 2012 novo doutoramento Honoris Causa em Ciências Políticas, atribuído pela Universidade Lusófona.

Manuel Rui Azinhais Nabeiro ficará na história do país e acarinhado pelos portugueses, que a sua história e dedicação ao país seja passada de geração em geração.


ÚLTIMA HORA! O seu Diário do Distrito acabou de chegar com um canal no whatsapp
Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens em parceria com a CNN no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito