Atualidade

Treze militares do NRP Mondego conheceram penas do processo disciplinar

Os treze militares do NRP Mondego, que se recusaram no dia 11 de março de 2023, a ocupar os respetivos postos na preparação da largada do navio para execução de uma missão, conheceram hoje as penas aplicadas no âmbito do processo disciplinar.

O processo disciplinar foi concluído esta quinta-feira, após ter seguido os trâmites legais, refere a nota emitida pela Marinha Portuguesa.

Durante a elaboração do processo disciplinar foi afastada, pelos tribunais administrativos, a suspeição sobre imparcialidade levantada pelos militares relativamente ao Comandante da Zona Marítima da Madeira, na qualidade de oficial instrutor do processo, e ao Comandante Naval, na qualidade de entidade com competência disciplinar.​​

Foi decidido aplicar penas de suspensão de serviço a todos os militares, que variam entre 10 e 90 dias, consoante a responsabilidade decorrente da categoria, posto e antiguidade de cada militar, entre outras circunstâncias.​


ÚLTIMA HORA! O seu Diário do Distrito acabou de chegar com um canal no whatsapp
Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens em parceria com a CNN no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito