Distrito de Setúbal

Setúbal |“Novo paradigma” do ensino na era digital em debate no Instituto Politécnico

Até sexta-feira, dia 30.

As ferramentas de Inteligência Artificial como o ChatGPT são “incontornáveis”, cabendo ao Ensino Superior fomentar nos estudantes o “espírito crítico” necessário para que o seu uso possa trazer benefícios no processo de aprendizagem.

A frase anterior foi proferida esta segunda-feira pelo investigador Pedro Isaías, numa palestra que marcou o arranque da 13ª Semana Internacional do IPS, que decorre até sexta-feira, dia 30, sob o tema “Bring the Future to Academia”, no Instituto Politécnico de Setúbal (IPS).

Segundo o docente da Universidade Aberta (UAB) e também colaborador da University of New South Wales, em Sydney, Austrália, o ChatGPT é tão “inevitável” como o Google e outras ferramentas de busca na Internet o foram há anos. “Não há como combatê-lo, não vale a pena – é como combater moinhos de vento”, disse, sublinhando o novo papel dos docentes como “facilitadores” na interacção com esta e outras novas ferramentas. “O professor pode ajudar, inclusivamente usando o ChatGPT na sala de aula como parte oficial dos trabalhos, fomentando o debate e apoiando na interpretação dos outputs da ferramenta e na validação da informação que é oferecida”.

Na sua intervenção, o orador convidado, doutorado em Gestão de Informação, elencou também várias modalidades de ensino/aprendizagem já em uso, fruto da evolução tecnológica, destacando as metodologias ativas como “essenciais para tornar o ensino mais interessante”. “Os estudantes de hoje querem um ensino em que eles possam participar, não querem ser apenas espectadores passivos. O papel dos estudantes também está em transformação e o caminho é claramente por aí, que deixem de ser só destinatários para passarem também a ser participantes ativos”, concluiu.

Após três anos de interregno, a Semana Internacional regressa ao IPS numa edição que mobiliza cerca de 90 participantes, entre docentes, investigadores, pessoal não docente e estudantes, vindos de 24 instituições de ensino superior e representando 13 nacionalidades. Segundo Luísa Carvalho, vice-presidente do IPS para a Investigação e Internacionalização, trata-se de uma oportunidade privilegiada de “melhorar os nossos índices de internacionalização, promover o networking e a identificação de novas parcerias para o ensino, a mobilidade e a investigação, e também de dar a conhecer in loco aos nossos parceiros o que se faz no IPS e as suas infraestruturas, a nossa região e as suas potencialidades turísticas”.

Em paralelo com a 13ª Semana Internacional do IPS, decorre ainda a I Conferência E³UDRES² sobre Ciência Cidadã, entre 29 e 30 de Junho, no campus do Barreiro do IPS, tendo com oradoras principais Cristina Luís, doutorada em Biologia e investigadora da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa, e Joana Lobo Antunes, responsável de Comunicação do Instituto Superior Técnico e coordenadora de vários formatos de divulgação da ciência, com destaque para o programa de rádio “90 Segundos de Ciência”.

O programa detalhado pode ser consultado em www.ips.pt.


ÚLTIMA HORA! O seu Diário do Distrito acabou de chegar com um canal no whatsapp
Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens em parceria com a CNN no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *