CrimeDistrito de Setúbal

Setúbal | Mãe de Jéssica aguarda julgamento em prisão preventiva

Inês Tomás, a mãe de Jéssica, menina de três anos morta em Setúbal no mês de junho, ficará a aguardar julgamento em prisão preventiva, depois de ter sido detida pela Polícia Judiciária (PJ) na quinta-feira, 15 de dezembro, suspeita pelo crime de homicídio qualificado.

Segundo a Agência Lusa, o filho da alegada ama da criança, de 28 anos, está sujeito a apresentações periódicas nos estabelecimentos judiciais, indiciado por tráfico de estupefacientes e ofensa à integridade física, de acordo com as medidas de coação conhecidas na tarde desta sexta-feira, pronunciadas pelo juiz presidente da Comarca de Setúbal, António Fialho.

Os três primeiros detidos no processo ficaram em prisão preventiva, em junho, tratando-se da alegada ama de Jéssica, de 52 anos, a quem Inês Tomás dava dinheiro, assim como o seu marido de 58 anos e a sua filha, de 27. Os suspeitos foram acusados de homicídio qualificado, rapto, extorsão e ofensas à integridade física.

Recorde-se que a morte da menina aconteceu quando Inês Tomás foi buscar a Jéssica a casa da ama, onde segundo a mesma, terá ficado durante o período de cinco dias. A criança apresentava um estado físico degradado, com vários hematomas e sinais de maus-tratos. Depois dos primeiros socorros prestados pela mãe de Jéssica em casa, a menina foi transportada para o Hospital São Bernardo, em Setúbal. Mesmo depois das manobras de reanimação, Jéssica acabou por não resistir aos ferimentos.


ÚLTIMA HORA! O seu Diário do Distrito acabou de chegar com um canal no whatsapp
Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens em parceria com a CNN no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito