DestaqueDistrito de Setúbal

Setúbal | Greve dos funcionários judiciais adia julgamento do caso do jovem asfixiado até à morte no Centro Jovem Tabor

O julgamento de dois jovens acusados do homicídio de Lucas Miranda, de 15 anos, no Centro Jovem Tabor, em Setúbal, foi esta quinta-feira novamente adiado devido à greve dos funcionários judiciais e oficiais de justiça.

O início do julgamento esteve agendado inicialmente para segunda-feira, dia 20 de Março, no Tribunal de Setúbal, mas foi também adiado devido à greve dos funcionários e oficiais de justiça, situação que se repetiu hoje, não tendo sido avançada nenhuma nova data para a realização do mesmo.

Os dois arguidos, Leandro Vultos, agora com 19 anos, e Ricardo Cochicho, de 18, estão acusados da morte de Lucas Miranda, em 15 de Outubro de 2020, quando os três se encontravam ao cuidado do Centro Jovem Tabor, uma instituição particular de solidariedade social (IPSS) sob a dependência da Diocese de Setúbal da Igreja Católica, que acolhe jovens com dificuldades de inserção na sociedade.

Leandro Vultos foi acusado pelo Ministério Público dos crimes de homicídio qualificado, profanação de cadáver e ameaça agravada, e Ricardo Cochicho como cúmplice da prática do crime de homicídio qualificado e como co-autor de um crime de profanação de cadáver.


ÚLTIMA HORA! O seu Diário do Distrito acabou de chegar com um canal no whatsapp
Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens em parceria com a CNN no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito