EconomiaSociedade

Sabia que quem recebe 800 euros leva para casa menos do que quem aufere salário mínimo?

O jornal Polígrafo analisou uma publicação no Twitter de um internauta que escreveu que, segundo as novas tabelas de retenção do IRS, quem ganha 800 euros brutos por mês recebe apenas 649 euros líquidos, ou seja, “menos do que quem ganha o ordenado mínimo”.

“Estas tabelas de retenção são deliciosas. Quem ganha 762 euros por mês vai levar 678,18 euros. Quem ganha 850 euros leva 690,2 euros. Mas pior: quem ganha 800 euros vai levar 649,6 euros. Vai levar menos do que quem ganha o ordenado mínimo. Isto só pode ser anedota”, pode ler-se num tweet de 6 de Janeiro e que o Polígrafo analisou para perceber se as informações nele contidas são, de facto, verdadeiras.

E, de facto, é verdade, a publicação tem por base as novas tabelas de retenção de IRS, publicadas no Despacho n.º 14043-A/2022 (de 5 de Dezembro), referentes ao ano de 2023. Entre outras coisas, as novas tabelas incluem a “actualização do limite de isenção de retenção na fonte para 762 euros mensais, por via da aplicação do Mínimo de Existência, bem como actualizações nos limites e taxas de retenção”, em vigor até 30 de Junho deste ano.

Com a introdução das novas tabelas, para um trabalhador dependente, não casado, que aufira até 762 euros brutos mensais, não há retenção na fonte de IRS. No caso de o trabalhador auferir entre 762 e 766 euros e não tiver dependentes, então passa a pagar uma taxa de 2,5% em sede de IRS. Se o salário for superior a 766 euros e inferior a 787 euros, o trabalhador sem filhos paga 4,9%. Acima desse montante e até aos 851 euros, o trabalhador paga 7,8%.

Ou seja, o trabalhador que aufere 800 euros, não seja casado e não tenha filhos, após descontar 150,4 euros do seu salário para IRS e Segurança Social, fica apenas com 649,6 euros de salário líquido, menos do que um trabalhador que aufira o salário mínimo nacional ou até 762 euros.


ÚLTIMA HORA! O seu Diário do Distrito acabou de chegar com um canal no whatsapp
Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens em parceria com a CNN no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito