Saúde

Quase um terço dos portugueses não vai ao dentista por não ter dinheiro

Segundo dados da 7ª edição do barómetro promovido pela Ordem dos Médicos Dentistas (OMD), 50,2% os portugueses dizem não necessitar de cuidados de saúde oral e 29,5% não o fazem por não terem dinheiro.

O estudo, para o qual foram inquiridas 1.102 pessoas maiores de 15 anos, demonstra que, por um lado, já se fazem sentir os efeitos da crise económica, por outro, é preciso combater o fenómeno através de literacia, defende o bastonário da OMD, Miguel Pavão.

“É uma necessidade de todos desfazermos este preconceito de as pessoas dizerem que não necessitam, porque um dos papéis fundamentais [da saúde oral] é uma abordagem preventiva, de manutenção, em que a consulta no médico dentista de rotina é essencial”, explicou o clínico à agência Lusa.

Miguel Pavão considerou também preocupante o número de pessoas que não vão ao dentista por razões económicas: “Há aqui um apelo a fazer à população que é, independentemente de estarmos todos mais sobrecarregados relativamente à questão da inflação, do aumento dos custos de vida, é fundamental e imprescindível termos uma abordagem preventiva que também é muito menos custosa”.

Ainda segundo o estudo, apenas 44,1% da população sabe que o Serviço Nacional de Saúde tem dentistas e destes só 6,9% recorreu ao SNS no último ano.


ÚLTIMA HORA! O seu Diário do Distrito acabou de chegar com um canal no whatsapp
Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens em parceria com a CNN no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *