Distrito de Lisboa
Em Destaque

Protesto do Climáximo causa danos na sede da GALP

Elementos do movimento Climáximo danificaram os vidros da fachada da sede da Galp, em Lisboa, antes de fugirem do local. A empresa vai apresentar queixa às autoridades.

Num ato de protesto, cerca de dez membros do movimento Climáximo protagonizaram uma ação que resultou na quebra de vidros na fachada e pintura na fachada da sede da Galp, na cidade de Lisboa.

Segundo informações, quando as autoridades policiais chegaram ao local, os responsáveis pela ação já tinham se retirado. A Galp, por sua vez, já fez saber que irá apresentar queixa formal sobre o ocorrido.


ÚLTIMA HORA! O seu Diário do Distrito acabou de chegar com um canal no whatsapp
Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens em parceria com a CNN no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito