Seixal

Primeira rede do país com hidrogénio já abastece oitenta casas e empresas no Seixal

A primeira rede do país onde circula, em parte, 100% de hidrogénio verde, já está a abastecer oitenta casas e empresas no concelho do Seixal, desde outubro.

Gabriel Sousa, CEO da Floene, empresa criada para designar o operador de redes Galp Gás Natural Distribuição (GGND), afirma que “o sistema está a funcionar muito bem”.

Em entrevista ao Jornal de Negócios, o responsável explicou que a mistura que chega pela rede a estes consumidores é composta por 95% de gás natural e 5% de hidrogénio verde, mas o objetivo é chegar aos 20%. A ideia será, no futuro, replicar o exemplo noutras zonas do país.

Para Grabriel Sousa, Portugal tem potencial para fazer chegar o hidrogénio verde aos consumidores de todo o país.

«Temos a sorte em Portugal de ter uma infraestrutura de distribuição de gás com cerca de 15 anos, muito mais moderna que a dos outros países, que lidam com o desafio de ter de substituir alguns materiais mais antigos.»

O projeto no Seixal decorre numa rede fechada, que inclui uma central de 50MW para produção de hidrogénio verde, a cargo da empresa portuguesa Gestene, conforme foi apresentado em Outubro de 2021, e o Diário do Distrito noticiou.

O gás de origem renovável que ali se produz segue por um gasoduto com 1,4 km de comprimento, que transporta 100% de hidrogénio entre o produtor e a estação de mistura com o gás natural – que depois é injetado na rede que abastece, atualmente, os 80 clientes.


ÚLTIMA HORA! O seu Diário do Distrito acabou de chegar com um canal no whatsapp
Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens em parceria com a CNN no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *