Distrito do Porto

Presidente da Câmara Municipal de Espinho detido por corrupção

O presidente da Câmara Municipal de Espinho, Miguel Reis, foi detido esta terça-feira juntamente com um funcionário e três empresários por suspeitas de corrupção em licenciamentos e negócios imobiliários e hoteleiros envolvendo dezenas de milhões de euros.

O socialista Miguel Reis, que assumiu a presidência do município de Espinho nas últimas autárquicas, em Setembro de 2021, após 12 anos de domínio social-democrata, está indiciado, assim como os outros quatro arguidos, pela prática dos crimes de corrupção activa e passiva, prevaricação, abuso de poderes e tráfico de influências, indica a Polícia Judiciária (PJ) via comunicado.

“Foram executadas duas dezenas de buscas que visaram os serviços da Câmara, residências de funcionários e empresas em Espinho e Porto”, refere a PJ, explicando que a Operação Vórtex “versa sobre projectos imobiliários e respectivo licenciamento, respeitantes a edifícios multifamiliares e unidades hoteleiras, envolvendo interesses urbanísticos de dezenas de milhões de euros, tramitados em benefício de determinados operadores económicos”.

Os detidos vão ser presentes à competente autoridade judiciária no Tribunal de Instrução Criminal do Porto para primeiro interrogatório judicial e aplicação das medidas de coacção tidas por adequadas.


ÚLTIMA HORA! O seu Diário do Distrito acabou de chegar com um canal no whatsapp
Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens em parceria com a CNN no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito