EconomiaMundoPaísPolíticaSesimbraSolidariedade

Pessoas procuram quartos para alugar devido a pressão imobiliária

Um importante meio de comunicação internacional avançou a possibilidade de a bolha imobiliária voltar a rebentar e Portugal estará na linha da frente caso isto acontecer. No país é mais difícil comprar ou alugar uma casa e o concelho de Sesimbra não é exceção. Muitas pessoas optam pelo aluguel para não pagarem IMI ou elevados empréstimos bancários para poderem adquirir habitação própria.

Casas de pequenas dimensões estão a ser arrendadas por 300 euros ou 500 euros. Na Quinta do Conde existem pessoas que aceitam dar até 1.100 euros de renda mensal. Estes são alguns dos valores que estão a ser praticados pelo mercado. Nesta vila, existe um apartamento T3 totalmente mobilado onde o arrendatário pede este valor mensal, um mês de caução e não aceitam animais de estimação. Os arrendamentos tendem a aumentar no verão ou se estivermos a falar de casas com bons acessos (como é o caso dos apartamentos na Cotovia ou em Sesimbra). No verão, especialmente na vila, muitas pessoas aproveitam para alugar as suas casas e acabam por viver os meses de verão em garagens ou em outros espaços. Para combater esta situação, a autarquia lançou uma oferta pública para comprar mais de 130 fogos.

Estes serão colocados para um arrendamento com baixos valores, o que vai ser benéfico tanto para famílias de baixos recursos como para jovens. Na freguesia do Castelo muitas pessoas, especialmente emigrantes, estão a bater às portas a procurarem quartos para alugar. Estas pessoas, que não tem dinheiro para alugar sozinhos uma casa completa, procuram esta forma para arranjar um lugar para viverem com condições.


ÚLTIMA HORA! O seu Diário do Distrito acabou de chegar com um canal no whatsapp
Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens em parceria com a CNN no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito