Mundo
Em Destaque

Orcas Ibéricas: Ataques aos lemes dos barcos são “Brincadeiras”

Os ataques das orcas ibéricas aos lemes dos barcos têm aumentado, mas, segundo a bióloga marinha Naomi Rose, esses atos não representam agressão, mas sim “brincadeiras violentas”.

Desde maio de 2020, foram documentadas 673 interações entre essas orcas e embarcações, relata Rose, do Instituto de Bem-Estar Animal. “Esse comportamento é mais semelhante a brincadeiras violentas do que a atos agressivos”, afirmou em entrevista à agência Efe.

Após quebrar os lemes, as orcas costumam brincar com os pedaços antes de partir. “Neste período, só causaram o naufrágio de sete embarcações”, destacou Rose. 

A maioria dos incidentes ocorre ao largo de Portugal e Espanha, com as orcas atingindo os lemes de pequenas embarcações e depois fugindo rapidamente. Não há relatos de ataques contra pessoas.

Rose sublinha que as orcas, criticamente ameaçadas, são inteligentes o suficiente para afundar barcos, mas preferem focar-se nos lemes. Em apenas 20% dos incidentes os navios ficaram inoperáveis.

Durante um workshop em Madrid, especialistas concluíram que o comportamento das orcas está ligado à socialização e talvez à abundância de presas, que reduz o tempo de captura de alimento. 

Além disso, métodos legais para repelir as orcas, como modificar lemes ou usar cordas ao redor dos barcos, têm sido discutidos.

A subpopulação ibérica de orcas, com uma cabeça arredondada e camada dorsal preta, alimenta-se principalmente de atum rabilho e habita desde o Estreito de Gibraltar até à Galiza.


ÚLTIMA HORA! O seu Diário do Distrito acabou de chegar com um canal no whatsapp
Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens em parceria com a CNN no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito