Distrito de Portalegre

Monforte é a zona do Alentejo mais afetada pelas cheias. Três estradas colapsadas e várias casas inundadas

Na sequência do mau tempo sentido em todo o território nacional na noite desta terça-feira, a localidade de Monforte, distrito de Portalegre, foi a mais afetada da região alentejana. Várias casas ficaram inundadas e três estradas colapsaram devido à forte precipitação, revelou o presidente da câmara, Gonçalo Lagem à Agência Lusa. De acordo com o autarca, as chuvas abriram “autênticas crateras” em três estradas da localidade, deixando as vias completamente inutilizadas.

“As estradas estão cortadas ao trânsito porque foram literalmente cortadas pela força da água”, explicou.

As estradas que não resistiram às condições climatéricas adversas são a Estrada Nacional 243 (EN243) e a Estrada Municipal com a mesma designação (EM243) que unem Monforte ao concelho de Elvas, assim como a EM506 que faz a ligação da sede de concelho à freguesia de Santo Aleixo.

Para o autarca, é muito importante reabrir as vias o quanto antes e este considera “impensável” que estas permaneçam encerradas num período “superior a três semanas”. O encerramento das três estradas “acarreta variadíssimos custos para os seus utilizadores, porque têm que dar voltas enormes e são estradas que têm muita utilização”, sublinhou.

O presidente da câmara adiantou ainda que várias habitações ficaram inundadas assim como várias vias públicas localizadas nas regiões de Vaiamonte, Santo Aleixo, Assumar e Prazeres. “Temos graves prejuízos, que dizem respeito a essas situações, quer ao nível da agricultura, quer dos bens pessoais domésticos”, enfatizou.

De acordo com Gonçalo Lagem, Monforte foi “integralmente afetado” pelo mau tempo e o “epicentro desta tempestade”.

“Foi um cataclismo no concelho e em alguns concelhos limítrofes, como Campo Maior, Sousel e Fronteira, mas Monforte, por passar aqui uma linha de água importante, que é a Ribeira Grande, teve vários prejuízos”, acrescentou.

A forte precipitação sentida na madrugada desta terça-feira causou centenas de ocorrências, essencialmente nos distritos de Lisboa, Setúbal e Portalegre, onde foram registados alagamentos, inundações, desabamentos, quedas de árvores e vários cortes de estradas, havendo também, registo de desalojados. 


ÚLTIMA HORA! O seu Diário do Distrito acabou de chegar com um canal no whatsapp
Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens em parceria com a CNN no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito